Brasileirão

Athletico reage a denúncias de racismo na Arena da Baixada

Arena da Baixada
Arena da Baixada (Foto: Arquivo Bem Paraná/Franklin de Freitas)

O Athletico Paranaense se pronunciou nessa segunda-feira (dia 1º) sobre as denúncias de racismo feitas pelo São Paulo, no último domingo, após a partida de domingo, na Arena da Baixada.

“O Club Athletico Paranaense tomou conhecimento sobre as acusações de racismo na partida deste domingo (31), diante do São Paulo. O Club já está adotando medidas para identificar o que foi objeto de acusação e compromete-se a fornecer as imagens que têm do estádio para apuração do ocorrido pelas autoridades competentes”, informou o Furacão, em nota. “O Athletico Paranaense novamente vem manifestar publicamente que repudia veementemente quaisquer atos de racismo e reitera que não tolera e nunca tolerará comportamentos racistas dentro da instituição. Se verificado que houve algum ato criminoso ou desrespeitoso praticado por Sócio, submeterá a questão para Câmara de Ética e Disciplina”, completou o texto.

A Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe) aguarda informações para tomar as medidas criminais.

“Lamentavelmente, episódios de racismo foram presenciados neste domingo, na Arena da Baixada. Um profissional do São Paulo FC, que estava trabalhando no campo, foi vítima de ataques racistas logo em seguida ao pênalti defendido pelo goleiro Felipe Alves”, afirmou o São Paulo, em nota oficial. “Ele vem recebendo o suporte do clube e já registrou Boletim de Ocorrência. Nas arquibancadas, torcedores também relataram ataques nojentos, vítimas de criminosos que simulavam gestos de macaco. É nosso dever denunciar. Não basta não ser racista, é preciso ser antirracista”, declarou.

HISTÓRICO
Esse é o quarto caso de racismo registrado na Arena nos últimos oito meses. Relembre os outros episódios:

Final da Copa do Brasil - dezembro de 2021

Jogo com o Bahia - 13 de julho

Jogo com o Londrina - março de 2022