Publicidade
Efeito cascata

Com calor recorde, consumo de água cresce 7,1% em Curitiba

Com calor, uso da água dispara em Curitiba e no Paraná
Com calor, uso da água dispara em Curitiba e no Paraná (Foto: Franklin de Freitas)

Os dias de calor registrados no mês de janeiro em Curitiba fizeram com que o consumo de água crescesse na cidade. De acordo com informações da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), no primeiro mês deste ano foram consumidos 15,5 milhões de metros cúbicos (m³) de água na Capital, o equivalente a 15,5 bilhões de litros de água e valor 7,1% superior ao consumo registrado no mesmo mês do ano passado (14,46 milhões de m³).

Ainda segundo a Sanepar, o consumo de água no último mês foi também o mais expressivo para janeiro desde, pelo menos, 2015. Nesses quatro anos (2015 a 2018), a média de consumo para o primeiro mês do ano foi de 14,8 milhões de metros cúbicos, valor 4,61% inferior ao verificado em janeiro deste ano.

O aumento no consumo acontece ao mesmo tempo em que os termômetros da cidade registraram recorde de temperatura. De acordo com o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), Curitiba registrou o janeiro mais quente dos últimos cinco anos, com temperatura média acima dos 30ºC.
No último dia 30, inclusive, a Capital registrou a sua maior temperatura desde o início da série histórica do Simepar, em junho de 1997. Às 17 horas desse dia, a temperatura em alguns pontos da cidade chegou a 35,9ºC. O recorde anterior pertencia a fevereiro de 2014, de 35,5ºC.

Calor também é recorde no Paraná
Não foi só Curitiba, inclusive, que bateu recorde de temperatura. De acordo com o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), o o primeiro mês do ano foi o mais quente no Paraná desde que se faz acompanhamento e registro nas estações meteorológicas, em 1975.

Heverly Morais, agrometeorologista do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), diz que a presença de uma massa de ar quente, chama de Alta Subtropical do Atlântico Sul, foi a responsável pela ondea de calor. “Essa massa de ar bloqueou a circulação das frentes frias que trariam chuvas abrangentes e duradouras”, explica ele.
Dessa forma, as temperaturas máximas no mês superaram a média histórica em várias regiões do Estado. Em Paranavaí foi de 34,4ºC a média das temperaturas mais altas em janeiro, 3,3ºC superior ao que é historicamente obtido naquela cidade. “Lá também observamos a maior temperatura já registrada para o mês desde o início dos registros, em 1975”, diz a pesquisadora, referindo-se aos 38,1ºC registrados no dia 22.


Operação Verão limita consumo de água por agentes
Agentes que estão atuando na Operação Verão no litoral paranaense tiveram limitado o consumo de água a três garrafas por dia. A medida consta em memorando do 8º Grupamento de Bombeiros, de Paranaguá. Até então, a média de consumo tem sido de cinco garrafas por dia.
Em nota, o Corpo de Bombeiros explicou que a medida visa prevenir a falta de água potável aos guarda-vidas até a chegada de uma nova remessa. Contudo, o problema já teria sido solucionado com o apoio da Sanepar.
A Associação de Praças do Estado do Paraná (Apra-PR) classificou a restrição como inadmissível, apontando ainda que há problemas com a falta de outros materiais (óculos, hidratantes, protetor solar) e a redução dos horários de folga dos bombeiros. A Associação ainda prometeu enviar um ofício ao comando do Corpo de Bombeiros pedndo informações sobre providências que estariam sendo tomadas para solucionar os problemas.


Calor diz ‘até logo’ e só volta na próxima semana
Os dias de calor intenso, com temperatura máxima acima dos 30ºC, devem dar um ‘até logo’ aos curitibanos. Após registrar ontem temperatura máxima de 28ºC, a cidade deve conviver nos próximos dias com climas mais amenos, variando entre 24ºC (máxima) e 15ºC (mínima).
De acordo com o Simepar, só a partir da próxima semana que o calor intenso deve voltar a atingir a cidade. Na segunda-feira, a previsão é de temperatura máxima de 28ºC. Nos dias seguintes, volta a passar dos 30ºC, mas cai novamente no final de semana, a partir de sábado, com temperaturas de até 25ºC.


Consumo de água em Curitiba no mês de janeiro

2019 - 15.499.677 m³
2018 - 14.474.624 m³
2017 - 15.107.698 m³
2016 - 14.706.946 m³
2015 - 14.973.690 m³

Fonte: Sanepar
Obs.: 1m³ equivale a mil litros

DESTAQUES DOS EDITORES