Paraná 2 x 1 Criciúma

Com defesas milagrosas e decisivas, Bruno Grassi é o melhor em campo pelo Paraná. Confira as atuações

(Foto: Divulgação/Paraná Clube/Allexandre Fellipe)

O Paraná Clube conseguiu na noite deste sábado (4 de setembro) uma esperançosa vitória. Jogando contra o Criciúma, na Vila Capanema, a equipe comandada pelo estreante Jorge Ferreira venceu o Criciúma, que luta pelo acesso, por 2 a 1.

LEIA MAIS SOBRE A PARTIDA: Paraná vence o Criciúma na raça e no sufoco e ainda respira na Série C do Campeonato Brasileiro

LEIA MAIS SOBRE A PARTIDA: Jorge Ferreira exalta atletas e diz que grupo nunca cogitou não ir a campo

Os atacantes Eberê e Gustavo França foram dois dos principais destaques do jogo, cada um gol um gol marcado e participação direta no outro tento.

O nome da partida, contudo, foi o goleiro Bruno Grassi. Além de realizar duas defesas plásticas aos 46-2º e aos 35-2º, quando a partida ainda estava 2 a 0, ele ainda realizou outras três intervenções decisivas já nos minutos finais da partida, evitando o empate dos catarinenses.

ATUAÇÕES INDIVIDUAIS DO PARANÁ CLUBE CONTRA O CRICIÚMA

Bruno Grassi (8,0)
Pelo menos três grandes defesas ao longo do jogo e algumas intervenções decisivas já nos minutos finais.

Alex Murici (6,0)
Teve bom desempenho defensivo e ofensivo, mas quase comprometeu o time ao ser expulso.

Luan (6,5)
Apesar do longo período inativo, ficou todo o tempo em campo e teve atuação segura.

Vinicius Guarapuava (6,0)
Cometeu alguns pequenos erros defensivos e teve dificuldade no 1 contra 1 com Marcão.

Bryan (6,0)
Teve algumas dificuldades defensivas e foi razoável no apoio.

Lucas Sene (6,0)
Entrou aos 34-2º. Pegou pouco na bola, mas lutou para ajudar a manter a vitória.

Moisés Gaúcho (7,0)
Fez um grande primeiro tempo, aparecendo com frequência para ajudar na criação de jogadas.

Léo Pettenon (6,0)
Ficou mais preso à marcação, mas foi bem na saída de bola enquanto esteve em campo.

Janderson Maia (6,0)
Entrou aos 28-2º e, com o Paraná recuado, pouco criou e ficou só defendendo.

Vinicius Moura (6,0)
Conseguiu um par de boas jogadas no primeiro tempo, mas depois pouco criou.

Sillas (6,0)
Ora apareceu pelo centro, ora pelos lados. Mas não criou quase nenhuma jogada de perigo.

Gustavo França (7,5)
Participou da jogada do primeiro gol e depois marcou o seu próprio tento.

Eberê (7,5)
Mostrou oportunismo ao abrir o placar e ainda criou a jogada que culminou no segundo gol.

Mikael (6,0)
Entrou aos 28-2º. Conseguiu uma boa jogada defensiva e, no mais, ajudou o time a se defender.