Diferentes

Conselho de Medicina Veterinária esclarece sobre o coronavírus canino e felino

(Foto: Reprodução/CRMV-PR)

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Paraná (CRMV-PR), esclarece e orienta sobre casos de coronavírus em cães e gatos. 

"Frente ao primeiro diagnóstico de COVID-19 no Brasil, no estado de São Paulo, e o teste positivo para COVID-19 em um cão na China, tutores de animais têm entrado em contato com médicos veterinários de sua confiança preocupados com os coronavírus presentes nas vacinas ou os diagnosticados em cães e gatos", diz material encaminhado aos médicos veterinários.

"O CRMV-PR salienta que é importante que os profissionais esclareçam aos tutores que, apesar de serem da mesma família, o Coronavirus canino (CCoV) e o Coronavírus felino (FCoV) não são os agentes etiológicos da epidemia de coronavírus originado na China em dezembro de 2019 e que vem se espalhando pelo mundo", continua.

"De qualquer forma, os médicos veterinários devem manter um alto nível de vigilância e relatar às autoridades veterinárias qualquer evento incomum detectado em qualquer espécie animal. Qualquer suspeita de doença exótica ou emergente ou mudança no perfil epidemiológico de doenças animais deve ser notificada imediatamente ao Serviço Veterinário Oficial conforme a Instrução Normativa Mapa nº 50/2013 e NOTA TÉCNICA Nº 2/2020/CIEP/CGPZ/DSAIP_2/SDA/MAPA, para investigação oficial".

Confira o documento informativo sobre o novo coronavírus e sua relação com animais de companhia elaborado pela Associação Mundial de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (WSAVA): https://wsava.org/wp-content/uploads/2020/02/COVID-19_WSAVA-Advisory-Document-Feb-29-2020-Portuguese.pdf