Coxa 5 x 0 Paraná

Coritiba atropela o Paraná no Couto Pereira e impõe goleada histórica em tarde brilhante de Rafinha

(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)

Uma tarde de alegria para a torcida coxa-branca e de vergonha e preocupação para a torcida paranista. Assim foi neste sábado (24 de abril), quando Coritiba e Paraná Clube se enfrentaram no Couto Pereira em duelo válido pela sexta rodada do Campeonato Paranaense. Depois de um primeiro tempo equilibrado, que terminou com uma ‘vitória sortuda’ do Coxa por 1 a 0 (gol marcado por Val), os donos da casa deslancharam na etapa final, com destaque para o brilhantismo do meia-atacante Rafinha, e impuseram uma goleada histórica e sonora ao Tricolor, com Wellington Carvalho, Igor Paixão e Ezequiel Cerutti (duas vezes) dando números finais ao clássico Paratiba: 5 a 0 para o Verdão.. 

LEIA MAIS: Maurílio Silva diz que ‘faltou tudo’ ao Paraná no clássico: ‘Nossa equipe não estava com coragem e determinação’

LEIA MAIS: Morínigo diz que goleada aumenta responsabilidade no Alto da Glória: ‘Bom momento’

LEIA MAIS: Rafinha e Cerutti são os destaques do Coxa e Renan decepciona pelo Tricolor. Confira as atuações

Com a vitória, o Coxa salta para a vice-liderança do Campeonato Paranaense, com quatro vitórias e um empate em seis jogos. Ainda não se sabe, porém, quando o time volta a campo – na próxima rodada seria o clássico atletiba, mas o clube ainda aguarda a confirmação das datas dos próximos jogos no Estadual e na Copa do Brasil (contra o Flamengo).

Já o Paraná estaciona nos cinco pontos em cinco jogos e aparece em oitavo. Na próxima terça-feira, às 18 horas, o time enfrenta o Cianorte no Albino Turbay.

GOLEADA HISTÓRICA

A vitória do Coxa na tarde deste sábado foi a maior do clube do Alto da Glória na história do clássico Paratiba. Não foi, porém, a maior goleada do clássico como um todo: em 2002 o Paraná impôs um 6 a 1 para cima do rival.

FIM DE UM JEJUM DE TRÊS ANOS

Titular contra o Azuris, o argentino Ezequiel Cerutti perdeu para Waguininho a posição no onze inicial no clássico. Ainda assim, entrou no segundo tempo e fez a diferença, marcando dois gols. Os tentos encerram um longo jejum do gringo, que não marcava gols em partidas oficiais desde fevereiro de 2018.

ESCALAÇÕES

No Coritiba, Wilson reassumiu a titularidade no gol após se recuperar de uma lesão no tornozelo. No meio, Val retornou após cumprir suspensão por cartões amarelos e Matheus Sales ficou no banco. Já no setor ofensivo, Waguininho ganhou a posição que foi de Cerutti contra o Azuris.

Já do lado Tricolor, também uma escalação bastante alterada, principalmente no ataque, onde Elielton e Pedro ganharam a chance de começar no time titular, com Gustavinho e Da Silva no banco. O goleiro Renan Brito, que cumpriu suspensão no último jogo, reassumiu a titularidade na meta.

PRIMEIRO TEMPO

O primeiro tempo no Couto Pereira foi marcado pelo equilíbrio, com os dois times mais destruindo jogadas do que as construindo, efetivamente. Ainda assim, o Coritiba foi quem mais buscou o ataque, se aproveitando, inclusive, da dificuldade paranista em trocar passes no setor ofensivo.

As chances de gol foram poucas, com as finalizações e jogadas de maior perigo surgindo em arremates de longa distância, lançamentos ou jogadas de bola parada. Ainda assim, a rote sorriu para o Coritiba, que conseguiu abrir o placar aos 28 minutos, na segunda tentativa do volante Val de chutar fora da área – a bola desviou em Jeferson depois do arremate e acabou ‘matando’ o goleiro Renan no lance.

O Paraná ainda teve uma boa chance para empatar o jogo três minutos depois, mas a cobrança de falta da entrada da área, batida por Juninho, parou no goleiro Wilson.

SEGUNDO TEMPO

Os dois times voltaram com as mesmas escalações, mas a fome de gol do Coxa era outra. Logo no primeiro lance, a trama entre Rafinha e Léo Gamalho só não terminou em gol por causa a boa intervenção de Renan. Mas no lance seguinte, depois de um cruzamento do meia-atacante ídolo coxa-branca, o goleiro acabou falhando e deixou a bola limpa para o zagueiro Wellington Carvalho testar para o fundo da rede: 2 a 0.

O Paraná Clube ainda assimilava o segundo golpe quando a estrela de Rafinha voltou a brilhar. Aos 5 minutos, o meia-atacante escapou pela esquerda e deu um passe de trivela, com efeito, para desmontar a defesa paranista e fazer a bola atravessar a área, chegando nos pés de Igor Paixão. Livre dentro da área, o atacante viu o goleiro adversário saindo da meta desesperadamente e só deu um toque por cobertura: golaço.

As primeiras substituições foram feitas aos oito minutos, quando o lateral-esquerdo Bryan e o meia uruguaio Maxi Rodríguez entraram em campo nos lugares de Christianno e Elielton. Aos 19, Maurílio Silva ainda apostou no atacante Gustavinho e no lateral-direito Lucas Abreu, que substituíram Pedro e Jaílson. E aos 33, enfim, Lucas Sene ganhou chance no lugar de Thiago Alves.

Já no Coxa, Gustavo Morínigo primeiro mudou aos 17 minutos, com Matheus Sales e Cerutti nas vagas de Willian Farias e Waguininho. Aos 26, o ponta Tailson e o zagueiro Nathan Ribeiro entraram nos lugares de Igor Paixão e Wellington Carvalho. E aos 35 Matheus Bueno substituiu Rafinha, a estrela do jogo.

Com uma desvantagem gigante, o Paraná ainda tentou se lançar ao ataque. Pressionou, criou algumas chances, com destaque para a criatividade do gringo Maxi Rodríguez, uma das principais apostas do Tricolor para a temporada. Mas quem fez mais um foi o Coritiba, aos 28 minutos, em mais uma jogada com participação de Rafinha e que terminou com Léo Gamalho assistindo Ezequiel Cerutti – o atacante argentino não balançava as redes em um jogo oficial desde o dia 4 de fevereiro de 2018.

A vitória, que já era expressiva, ficou ainda mais aos 43 minujtos, quando Cerutti lavou a alma com um belo chute de longe, o segundo dele na partida e o quinto do Coxa no clássico.

FICHA TÉCNICA

Coritiba 5 x 0 Paraná

Coritiba: Wilson; Igor, Wellington Carvalho (Nathan Ribeiro), Luciano Castán e Romário; Willian Farias (Matheus Sales) e Val; Waguininho (Cerutti), Rafinha (Matheus Bueno) e Igor Paixão (Tailson); Léo Gamalho. Técnico: Gustavao Morínigo.
Paraná: Renan; Jaílson (Lucas Abreu), Micael, Jeferson e Christianno (Bryan); Moisés Gaúcho e Ramires; Thiago Alves (Lucas Sene), Juninho e Elielton (Maxi Rodríguez); Pedro (Gustavinho). Técnico: Maurílio Silva.
Gols: Val (28-1º), Wellington Carvalho (2-2º), Igor Paixão (5-2º), Cerutti (28 e 43-2º)
Cartões amarelos: Romário, Wellington Carvalho (C); Moisés Gaúcho (P).
Árbitro: Robson Babinski
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR), sábado (24 de abril) às 16 horas

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

2 – Lançamento de Rafinha para Igor Paixão. O goleiro Renan abandona a meta e dá um chutão na bola para afastar o perigo.

4 – Lançamento para a área do Coxa, a zaga afasta e na sobra Ramires tenta o chute de longe, sem direção.

8 – Thiago Alves erra o passe no ataque e entrega o contra-ataque para o Coxa. Rafinha recebe em boa condição no lado do campo, perto da área, mas o apoio não chega e ele acaba desarmado.

14 – Juninho dá belo drible em Willian Farias e na meia-cancha e puxa o contra-ataque. Thiago Alves recebe na direita, passa por Romário, invade a área e tenta o cruzamento, mas Willian Farias se recupera e afasta o perigo.

16 – Waguininho aciona Val na entrada da área e o volante chuta rasteiro. Renan cai no canto e faz a defesa.

20 – Jaílson escapa da marcação pela direita, tabela com Juninho e chuta da entrada da área, sem força. Wilson segura.

22 – Lançamento de Rafinha para Léo Gamalho. O atacante passa pelo zagueiro, mas Renan sai da meta e recolhe a bola.

26 - Rafinha escapa pela direita e cruza para Léo Gamalho na segunda trave. O atacante cabeceia e Jeferson amortece a bola no peito para Renan fazer a defesa em seguida.

28 – Gol do Coritiba! Val recebe na entrada da área, encara Moisés Gaúcho e abre espaço na marcação para chutar. A finalização não sai forte, mas desvia no meio do caminho em Jeferson, enganando o goleiro Renan.

31 – Cobrança de falta da entrada da área para o Paraná. Juninho vai para a bola e chuta forte para o gol. Wilson se estica e espalma. Escanteio.

34 - Cobrança de falta de Christianno da intermediária. Ele lança a bola para o meio da área e ninguém desvia, mas ela quica e sai passando perto do gol.

43 - Romário tabela com Igor Paixão péla esquerda e aciona Willian Farias, que chuta de primeira da entrada da área, para fora.

Segundo tempo

1 – Léo Gamalho recebe na área, toca para Rafinha e recebe de volta para chutar colocado. Renan se estica e faz grande defesa.

2 – Gol do Coritiba! Cobrança de escanteio da esquerda, Rafinha recebe no bico da área e cruza. Renan sai mal do gol e dá um soco no vazio, deixando a bola para Wellington Carvalho cabecear para o fundo da rede.

3 – Juninho avança pela intermediária, passa por um marcador e chuta da entrada da área, ao lado do gol.

5 – Gol do Coritiba! Rafinha escapa pela esquerda e dá um lindo passe de trivela para dentro da área. Igor Paixão vê o goleiro saindo do gol e dá um toquinho por cima de Renan.

9 – Maxi Rodríguez aciona Ramires, que chuta firme da entrada da área. Wilson faz boa defesa;

13 – Thiago Alves corta da direita para o meio da área, passa por Romário e chuta forte, bem colocado. Wilson faz grande defesa.

23 – Maxi Rodríguez recebe perto da área, pela esquerda, e cruza. Micael aparece no meio da área e cabeceia por cima do gol.

28 – Gol do Coritiba! Rafinha aciona Léo Gamalho, que escapa pela direita, com liberdade, avança até perto da pequena área, na linha de fundo, e troca para trás. Cerutti domina com um pé e chuta com outro para fazer o quarto gol!

35 - Léo Gamalho segura a bola na entrada da área e ajeita para Tailson chegar batendo. A bola desvia na marcação e vai para fora, com perigo.

42 – Gol do Coritiba! Cerutti recebe longe da área, gira em cima do marcador e chuta forte. Renan tenta, mas não alcança a bola!