Vacinação

Curitiba atinge 76,4% da população totalmente imunizada contra a Covid

(Foto: Franklin de Freitas)

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba vacinou, até esta segunda-feira (17/1), 1.583.081 pessoas com a primeira dose ou a dose única (Janssen) da vacina anticovid, o que corresponde a 81,2% de toda a população da cidade. Em relação à população completamente imunizada (com duas doses ou dose única), a cobertura chega a 76,4%. Ao todo, Curitiba já aplicou 3.528.602 unidades do imunizante, sendo 1.544.754 primeiras doses e 1.451.357 segundas doses; 38.327 doses únicas; e 494.164 doses de reforço.

Vacinados com 18 anos ou mais
Entre a população com 18 anos ou mais, 1.422.529 receberam a primeira dose; 1.367.474 receberam a segunda dose e 38.327 pessoas receberam a vacina em dose única.

Curitiba também está aplicando as doses de reforço para quem já completou o ciclo de imunização. Até esta segunda-feira (17/1), 494.164 pessoas receberam a dose complementar.

Adolescentes de 12 a 17 anos
Até o momento, a SMS vacinou 122.154 adolescentes entre 12 e 17 anos. Destes, 83.883 já receberam também a segunda dose.

Crianças 5 a 11 anos
Nesta segunda-feira (17/1), a cidade iniciou a vacinação de crianças de 5 a 11 anos. A vacina pediátrica da Pfizer foi destinada, nesse primeiro dia, aos curitibinhas de maior risco de agravamento em caso de infecção pelo vírus: as que estão acamadas em leitos, institucionalizadas e indígenas. Na segunda, 71 crianças desses públicos prioritários receberam as equipes da SMS ondem moram e receberam a primeira dose do imunizante.

Doses recebidas
Até o momento, Curitiba recebeu do Ministério da Saúde, repassadas pelo Governo do Paraná, 3.762.953 unidades do imunizante, sendo 1.667.812 primeiras doses (incluindo 9.870 doses pediátricas); 1.541.643 segundas doses; 38.290 doses únicas; e 515.208 doses de reforço. Nesse montante já estão contabilizados os 5% de reserva técnica.

A reserva técnica é uma medida de segurança, faz parte dos protocolos da logística e é necessária para evitar problemas no fluxo de imunização que possam ser causados por imprevistos eventuais, como a quebra acidental de frascos.

O município tem capacidade para vacinar mais de 30 mil pessoas por dia, já tendo aplicado 45,6 mil doses em um único dia, e o avanço do cronograma de imunização ocorre à medida que as doses são enviadas pelo Ministério da Saúde ao governo estadual, responsável por distribuir os lotes do imunizante aos municípios.