Publicidade
Em Curitiba

Ex-BBB é indiciado por lesão corporal, desacato e embriaguez ao volante

Diego Alemão, em 19 de abril, após pagar fiança
Diego Alemão, em 19 de abril, após pagar fiança (Foto: Eduardo Matisyak/Arquivo Bem Paraná)

Diego Gásquez, o Diego Alemão, ex-integrante do reality show Big Brother Brasil foi indiciado pela Polícia Civil por lesão corporal consumada, ameaça, por embriaguez ao volante e desacato. Ele foi preso após o acidente, em 18 de abril, e solto um dia depois após pagar fiança de R$ 7 mil. O inquérito foi concluído na última quarta-feira (20).

O caso agora segue para o Ministério Público do Paraná (MP-PR), que deve decidir se oferece ou não denúncia.

O acidente ocorreu às 7 horas de sábado, dia 18 de abril, na Rua João Alencar Guimarães, no bairro Santa Quitéria. O outro motorista envolvido na colisão, Fábio Rosário, estava em um carro de aplicativo. De acordo com o delegado Leonardo Carreiro, Diego teria desferido um soco no outro motorista. Segundo a Polícia Militar, Alemão se recusou a fazer o teste do bafômetro e desacatou policiais.

O motorista Fábio Rosário afirmou que o carro dele estava estacionado quando foi atingido pelo veículo de Diego Alemão. Ele também relatou que o ex-BBB insistiu para que a polícia não fosse chamada, e o agrediu no rosto.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES