Publicidade
Pré-candidatura

Ex-vice-presidente Joe Biden anuncia que disputará Casa Branca em 2020

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta quinta-feira (25) sua pré-candidatura para a Casa Branca, unindo-se à grande lista de aspirantes do Partido Democrata para as eleições presidenciais de 2020.

"Os valores fundamentais deste país, nossa posição no mundo, tudo está em jogo. É por isso que hoje estou anunciando minha candidatura para presidente dos Estados Unidos", escreveu Biden no Twitter.

Mesmo antes do anúncio oficial, Biden já liderava as pesquisas para as primárias do Partido Democrata. 

De acordo com uma pesquisa do RealClearPolitics, Biden é o favorito para obter a indicação do partido com 29,3%, seguido por Bernie Sanders, senador que foi pré-candidato à presidência em 2016, que tem 23% de apoio.

Biden, 76, foi senador e vice-presidente de Barack Obama durante seus oito anos de governo.

A candidatura dele enfrentará várias questões, incluindo a de que seria muito velho e muito centrista em um Partido Democrata que busca novos rostos, no qual alas mais à esquerda têm ganhado destaque. 

Críticos dizem que seus bons números nas pesquisas se devem mais ao fato dele ser bastante conhecido pelo público, pelos cargos que já ocupou. 

Biden também foi questionado por seu hábito de tocar e beijar estranhos em eventos de campanha, nos quais diversas mulheres disseram se sentir desconfortáveis com seus gestos.

Ele costumava fazer graça de seu comportamento, mas recentemente pediu desculpas e prometeu se adequar.

DESTAQUES DOS EDITORES