Publicidade

Filipe Luís prova recuperação, mas Fla não terá Rafinha e Arrascaeta nesta quarta

Recuperado de uma lesão no joelho esquerdo, sofrida no confronto de ida da semifinal da Copa Libertadores, contra o Grêmio, no dia 2 de outubro, em Porto Alegre, Filipe Luís confirmou ter superado o problema com sucesso ao atuar durante a maior parte do clássico em que o Flamengo venceu o Fluminense por 2 a 0, no Maracanã, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

Escalado como titular pelo técnico Jorge Jesus, o lateral-esquerdo ganhou ritmo de jogo antes de encarar junto com a equipe rubro-negra o duelo de volta da semifinal do torneio continental, nesta quarta-feira, às 21h30, no Rio, quando tentará assegurar lugar na decisão depois de a primeira partida do mata-mata ter terminado em 1 a 1.

Após o triunfo sobre o tricolor, o treinador português celebrou a condição do atleta, mas deixou claro que não conta com o meia uruguaio Arrascaeta, que se recupera de cirurgia no joelho, e também com o lateral-direito Rafinha, submetido a uma operação na face no último dia 14.

"São jogadores que ainda não estão em condições de ajudar. Temos pouco tempo (para recuperação), três dias. Filipe Luís demonstrou que está pronto. Jogou uma hora bem e sem problemas. Era esse o teste que queríamos fazer", disse Jorge Jesus, em entrevista coletiva, se referindo ao fato de que sacou o lateral-esquerdo para a entrada de Renê na etapa final.

O meia Diego, recuperado de cirurgia após uma fratura no tornozelo esquerdo, voltou a figurar no banco de reservas do Flamengo neste último domingo, mas o treinador rubro-negro também destacou que é cedo para pensar em utilizá-lo no jogo de quarta-feira diante do Grêmio.

"Diego é mais um caso de sucesso do departamento médico do Flamengo. Recuperamos um atleta com uma lesão muito grave. Diego está à frente quase dois meses. Mas são jogos de risco e não são bons para dar ritmo de jogo. Mesmo caso do Lincoln, que ficou dois meses parado (após também sofrer lesão grave)", disse Jesus, para depois avisar: "Vamos sentir quais serão os jogos em que poderemos dar competição a Diego e Lincoln. Estão praticamente a treinar a 100% há apenas uma semana. Neste momento não há tempo para riscos".

LÍDER SEM EUFORIA - O triunfo sobre o Fluminense fez o Flamengo chegar aos 64 pontos na liderança e abrir dez de vantagem sobre o Palmeiras, que no domingo empatou por 1 a 1 com o Athletico-PR, em Curitiba. E após encarar o Grêmio no duelo decisivo desta quarta, o time carioca voltará a atuar pelo Brasileirão no próximo domingo, contra o CSA, às 19 horas, no Maracanã, onde tentará dar novo passo para ficar ainda mais perto do título nacional.

Jesus procurou conter a euforia ao projetar a conquista da taça, mas destacou que o seu time está no caminho certo para atingir este objetivo. "No Campeonato Brasileiro, faltando 11 jogos, estamos na frente, mas não ganhamos nada ainda. Estamos ganhando batalha a batalha, mas os grandes vencedores são assim. São os que mais vezes vencem e que também mais vezes podem chegar e não vencer. Esses são os grandes vencedores. Os que não querem vencer nada nunca chegam lá, ficam sempre no meio do caminho", ressaltou o comandante, para depois dizer que a "caminhada é muito difícil" até o final do torneio nacional.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES