Publicidade
Exterior

Japão atinge recorde de quase 70 mil centenários

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Japão atingiu a cifra recorde de 69.785 centenários, com mulheres representando 88,1% do total, anunciou o Ministério do Bem-Estar japonês nesta sexta-feira (14).

Houve um aumento de 2.014 pessoas com mais de 100 anos em relação ao ano passado e de sete vezes o número de duas décadas atrás. 

A cifra vem crescendo há 48 anos consecutivos. Quando a contabilidade começou, em 1963, o Japão tinha apenas 153 centenários; em 1998, eram cerca de 10 mil. Segundo dados do IBGE, o Brasil tinha 32.134 centenários em 2013.

"Vamos continuar nossos esforços para que os mais velhos possam ficar saudáveis por mais tempo", afirmou o ministério, segundo o jornal The Mainichi.

Kane Tanaka, 115, da cidade de Fukuoka, é a mulher mais velha do país, enquanto o homem mais velho é Masazo Nonaka, 113, da cidade de Ashoro. Nonaka foi reconhecido pelo Guinness como o homem mais velho do mundo em abril. 

Nonaka atribuiu sua longevidade a banhos em águas termais e ao consumo de doces, mas sua filha disse que ele leva uma vida sem estresse.

Especialistas atribuem o contínuo aumento de centenários do país a exames médicos regulares, saúde pública universal e, em certos casos, a uma preferência à dieta tradicional japonesa, de baixo teor de gordura. 

A expectativa é que a população centenária japonesa continua aumentando, ultrapassando os 100 mil em cinco anos e 170 mil em uma década, de acordo com projeção do Instituto Nacional de População e de Pesquisa de Segurança Social.

Neste sábado (15), o país comemora o Dia do Respeito aos Idosos, um feriado nacional em que os novos centenários -incluindo, neste ano, o ex-premiê Yasuhiro Nakasone- vão receber um copo de saquê comemorativo e uma carta de parabéns do premiê Shinzo Abe.

Mas o aumento do número de pessoas completando 100 anos a cada ano fez com que o governo reduzisse o tamanho do presente em 2009. Há dois anos, o copo de prata foi substituído por uma versão mais em conta, disse a agência Kyodo News. 

A expectativa de vida no país é de 87,26 para mulheres e 81,09 para homens, em 2017. No Brasil, a expectativa de vida em 2016 era de 79,4 anos para mulheres e 72,9 anos para homens.

Segundo dados da ONU de 2015, o Japão é o país com mais centenários per capita do mundo, com 0.048% da população, seguido de Porto Rico (0,045%), Itália (0,041%), Uruguai (0,034%) e Chile (0,031%). Em termos absolutos, o país com mais idosos com idade acima dos 100 anos são os EUA: 72 mil em 2015 (0,022% da população).

DESTAQUES DOS EDITORES