No Dia do Agricultor comemorado em 28 de Julho, Ministério da Agricultura comemora 162 anos de fundação

 

ANIVERSÁRIO
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) comemorou dia 28 de julho; 162 anos de existência. Data em que se celebra também o Dia do Agricultor. O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Marcos Montes, agradeceu o trabalho e dedicação dos servidores, que executam com profissionalismo a missão do Ministério, de promover a transformação e valorização da agropecuária nacional.
 
VALIDADE
Foi publicada a Portaria nº 458 que dispensa a obrigatoriedade da indicação do prazo de validade em vegetais frescos embalados. O secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, José Guilherme Leal, explica que a medida é importante no combate ao desperdício de alimentos, pois anualmente toneladas de frutas são perdidas no Brasil em razão da expiração do prazo de validade, sem que, no entanto, estejam impróprias para o consumo...
... VISUAL
... "A validade afixada nas embalagens não guardava relação com a qualidade do produto, uma vez que o próprio consumidor é capaz de observar se um produto hortícola está apto ou não ao consumo apenas pelo aspecto visual", disse Leal. Ao comprar vegetais frescos, o consumidor consegue identificar se estão podres, murchos ou com odor, ou seja, se não estão bons para consumo.
AGRONEGÓCIO
Aconteceu em São Paulo, a quinta edição do Global Agribusiness Forum (GAF), um dos principais eventos mundiais de agronegócio, que ocorre bianualmente. Um dos temas é a adoção de práticas sustentáveis pelo setor agropecuário, como a agricultura de baixo carbono. Ao participar do evento, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Marcos Montes, destacou que os produtores rurais brasileiros já vêm utilizando essas boas práticas e existe o potencial de transformação de 60 a 70 milhões de hectares de pastagens degradadas em áreas produtivas no país.
SUSTENTABILIDADE
O diretor técnico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Bruno Lucchi, apresentou dados e iniciativas que reforçam a sustentabilidade do agro brasileiro no Global Agribusiness Forum. Ele foi um dos expositores no painel "O agro que produz e preserva". O debate, mediado pelo chefe-geral da Embrapa Territorial, Gustavo Spadotti, contou com a participação do presidente da CropLife Brasil, Christian Lohbauer, e do presidente do Instituto Nova Era, Vinicius Biagi. 
MÉXICO
O vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa), Mário Borba, se reuniu, com a embaixadora do México no Brasil, Laura Esquivel, que assumiu o posto em maio deste ano. No encontro, realizado na sede da Embaixada, em Brasília (DF), Borba oficializou o convite à embaixadora para participar do 10º Congresso Internacional da Palma e Cochonilha, que será realizado no Centro de Convenções Poeta Ronaldo Cunha Lima, em João Pessoa, de 26 a 29 de setembro de 2022.
 
ENCONTRO NACIONAL
A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), as Federações estaduais, sindicatos e associações do setor realizam, no dia 10 de agosto, em Brasília, o Encontro Nacional do Agro. O evento tem 3.500 inscritos e irá reunir, de forma presencial, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, representantes de sindicatos rurais de todo o país, das Federações estaduais de agricultura e pecuária e de associações do setor.
CANA
A moagem de cana na primeira quinzena de julho na região Centro-Sul atingiu 46,35 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 0,48% em relação à quantidade registrada no mesmo período do ano passado, quando 46,12 milhões de toneladas foram processadas. No acumulado da safra, a moagem totalizou 233,96 milhões de toneladas ante 258,54 milhões de toneladas registradas em 2021 – queda de 9,51%. 

CADASTRAMENTO

A campanha de atualização de rebanhos de 2022 encerrou-se em 30 de junho. Desde então, os fiscais da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) trabalham na busca ativa de produtores, fator determinante para o controle de sanidade e vigilância de doenças no Estado. Os paranaenses que trabalham com produção animal também podem procurar a Unidade Local da Adapar mais próxima da sua região para fazer o cadastro. Desde 1º de julho, os produtores que não atualizaram seus rebanhos não podem emitir a GTA (Guia de Trânsito Animal) e poderão ser autuados por essa infração. (Com informações de assessorias)
* Mauricio Picazo Galhardo é jornalista.