Publicidade
Série B

Paraná Clube escapa de punição severa no STJD e leva multa de R$ 1 mil

Paraná x Sport, na Vila Capanema
Paraná x Sport, na Vila Capanema (Foto: Valquir Aureliano)

O Paraná Clube escapou de uma punição severa em julgamento nessa terça-feira (dia 13), no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O clube foi denunciado pela procuradoria do tribunal por incidentes ocorridos na partida contra o Sport, na Vila Capanema, em 26 de julho, pela 12ª rodada da Série B.

A denúncia ocorreu com base na súmula do árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima, que apitou a partida. “Após o final do jogo, ao chegar no vestiário verificamos que o mesmo estava aberto com a porta de acesso com sinais de arrombamento. Foi constatado que o trinco estava quebrado, a porta quebrada e o marco danificado. Informo que a porta fica ao lado da porta de acesso ao vestiário da equipe mandante. Em anexo segue fotos comprobatórias”, informo Jean Pierre, no documento.

“Foi constatado que o carro do árbitro reserva, que estava em local reservado e restrito nas dependências do Paraná Clube, teve o retrovisor esquerdo quebrado. Não foi possível identificar e tão pouco foi apresentado o executor. Em anexo segue fotos. Informo que foi lavrado a comunicação de ocorrência policial”, relatou o árbitro.

O Paraná corria o risco de perder até 10 mandos de campo e de levar multa de até R$ 100 mil. No entanto, acabou recebendo apenas multa de R$ 1 mil. O clube alegou que os incidentes ocorreram em locais onde há segurança e que os incidentes não afetaram o andamento da partida.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES