Athletico 1 x 0 Cuiabá

Pedro Henrique e Pedro Rocha são os melhores em campo do Furacão na Arena; Confira as atuações

(Foto: Valquir Aureliano)

O Athletico Paranaense venceu na noite desta sexta-feira (3 de dezembro) o Cuiabá na Arena da Baixada. O gol solitário da partida foi marcado por Pedro Rocha, aos 13 minutos do segundo tempo, um tento que garante três pontos fundamentais para o Furacão permanecer na elite do futebol brasileiro em 2022.

LEIA MAIS: Athletico vence o Cuiabá, salta na tabela e praticamente garante a permanência na elite do futebol brasileiro

LEIA MAIS: Valentim comemora vitória ‘imprescindível’ e exalta torcida do Athletico: ‘Um caldeirão’

Mesmo jogando dentro de casa e tendo maior posse de bola, o Furacão teve dificuldade para superar a forte marcação do adversário, que teve grande oportunidade de marcar um gol ainda no primeiro tempo, quando a partida estava 0 a 0 - o goleiro Santos, sempre ele, evitou o tento dos visitantes. 

Coube ao atacante Pedro Rocha o papel de herói da noite, enquanto Pedro Henrique foi o destaque defensivo da equipe, que praticamente não sofreu para sustentar a vantagem construída.

Confira, abaixo, os detalhes das atuações dos jogadores rubro-negro.

ATUAÇÕES INDIVIDUAIS DO ATHLETICO

Santos (7,0)
Grande defesa para evitar um gol de Jenison, que poderia ter inaugurado o marcador aos 30-1º.

Pedro Henrique (7,0)
Praticamente perfeito nas bolas aéreas e ainda levou perigo nos lances de bola parada.

Thiago Heleno (6,5)
Bom desempenho defensivo, embora tenha sido batido algumas vezes em lances de velocidade.

Nico Hernández (6,0)
Boa qualidade nos passes (curtos e longos) e atuação segura na marcação.

Bissoli (6,0)
Entrou na volta do intervalo e foi importante para o time ter mais presença na área adversária.

Marcinho (6,0)
Seguro na fase defensiva, conseguiu ainda um par de boas jogadas no ataque.

Leo Cittadini (6,5)
Preciso nos passes (acertou 50 das 53 tentativas). Organizou a saída de bola da equipe.

Canesin (6,0)
Entrou aos 26-2º e ajudou o time a controlar a partida até o apito final.

Erick (6,5)
Aparece algumas vezes como peça surpresa no ataque e levou perigo ao gol adversário.

Abner (6,5)
Sempre uma boa opção no setor ofensivo, com destaque à qualidade no cruzamento.

Nikão (6,5)
Criativo e com ótimo controle de bola. Conseguiu ainda algumas finalizações perigosas.

Pedro Rocha (7,0)
Cresceu de produção no 2º tempo e marcou o gol que definiu a vitória athleticana.

Zé Ivaldo (S/N)
Entrou aos 35-2º. Pouco tempo em campo. Sem nota.

Terans (6,5)
Foi a principal arma ofensiva do Furacão no começo do jogo, mas foi caindo de produção.

Pedrinho (S/N)
Entrou aos 35-2º. Pouco tempo em campo. Sem nota.