Publicidade
Mercado

Produção de peixes sobe 16,7% e Paraná se isola na liderança

Projeção para este ano é de crescimento de 20% na produção
Projeção para este ano é de crescimento de 20% na produção (Foto: Arquivo ANPr)

O Paraná se destaca cada vez mais na produção de peixes em cativeiro. Na liderança nacional desde 2016, o Estado conseguiu ampliar no ano passado a sua produção em 16,7%, alcançando a marca de 123.000 toneladas ano. O crescimento do Estado, inclusive, acabou ajudando a puxar a produção nacional para cima. Em todo o país, o avanço foi de 4,5%, com volume total de 722 mil toneladas.

Os dados constan do Anuário Brasileiro da Piscicultura 2019, da Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR). O Paraná é responsável por 29,3% da produção total brasileira, seguido — de longe — por São Paulo (69.500 toneladas) e Santa Catarina (33.800 toneladas).

O consumo de peixe no Brasil gira em torno de 10 kg per capita/ano, valor abaixo do que a FAO preconiza como ideal, de 12 kg/ano.

Futuro
Com a introdução de tecnologias, dinâmica sólida na cadeia produtiva e acesso aos mercados, a tendência é de crescimento acentuado da piscicultura nos próximos anos. Além disso, mais 2.800 processos de outorga das águas da União estão em andamento e, se aprovadas, irão multiplicar por quatro a atual produção de peixes de cultivo no Brasil.

No Paraná, o Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento projeta crescimento de 20% na atividade neste ano, com a expectativa de chegar a 170 mil toneladas de carne de peixe. A previsão leva em conta o incentivo ao consumo de pescados e também à entrada de novas indústrias no segmento, com aumento da oferta ao consumidor.

A criação de peixe em cativeiro ainda não representa 1% do Valor Bruto da Produção (VBP) paranaense. Mas tem importância para vários municípios no Estado: 60% do VBP e 66% da produção de pescados vêm do Oeste, principalmente das regiões de Toledo e Cascavel, onde a tilápia representa mais de 95% do total.

Feira de pescados abrem nesta quarta-feira com 18 pontos na Capital
Devido à Semana Santa, 18 pontos extras de pescados da Prefeitura serão montados para atender a população de Curitiba de amanhã até a sexta-feira. Todos os locais terão comerciantes já cadastrados pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab). Nos pontos extras, será possível encontrar peixes frescos e resfriados cortados em filés e postas, bem como peças inteiras.

“Além da maior oferta de peixes e praticidade de compra, a Prefeitura garante a procedência dos produtos, pois há um controle da qualidade”, salienta Virginia Afonso Gasparini, gerente técnica de Controle de Qualidade da Smab, setor responsável pelo monitoramento da qualidade dos produtos vendidos nos estabelecimentos do município.
Virgínia ressalta ainda que, além dos pontos extras, a população pode comprar pescados de qualidade nos demais estabelecimentos da Prefeitura, como as feiras (livres, orgânicas e noturnas), o Mercado Municipal, o Mercado Regional Cajuru e até nos 33 Armazéns da Família, onde são vendidos peixes congelados.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES