Publicidade
Repercussão

Professores e funcionários das escolas estaduais encerram greve

(Foto: Franklin de Freitas)

Professores e funcionários das escolas estaduais realizaram uma assembleia na tarde desta quarta (4) em frente ao Palácio Iguaçu, em Curitiba, logo após a desocupação da Assembleia Legislativa e decidiram encerrara paralisação, mas mantiveram o estado de greve. A assembleia autorizou a categoria a realizar nova paralisação e mobilização caso seja anunciado mais alguma medida do governo do Estado.  Também aprovou orientação para que os educadores deixem de usar equipamentos particulares, como o celular, para lançar notas e registrar presença dos estudantes, por exemplo.

A decisão foi tomada após o encaminhamento da votação da PEC da Reforma da Previdência na Ópera de Arame, que acabou sendo aprovada mais tarde.  De acordo com as lideranças sindicais e a bancada de oposição, a Mesa Executiva da Alep não respeitou o Regimento Interno da Casa. A norma determina um intervalo de cinco sessões entre a primeira e a segunda votação de propostas de emenda à Constituição. Por esse motivo, a bancada de oposição e o Sindicato dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (Sindicontas/PR) entraram com mandados de segurança contra a PEC.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES