Publicidade
Unidade de Pronto Atendimento

Sociedade Paranaense de Pediatria alerta sobre profissionais nas UPAs

A Sociedade Paranaense de Pediatria (SPP) informou que entrou em contato com a Prefeitura de Curitiba para orientar à Secretaria Municipal de Saúde sobre a necessidade da presença, constante, de dois pediatras de plantão nas Unidades de Pronto Atendimento. Ainda conforme as informações da SPP, fato da UPA do bairro CIC ser administrada por uma OS não suprime a responsabilidade do Município pelas crianças que são atendidas nesta unidade. "A Sociedade Paranaense de Pediatria entende que a Prefeitura deve exigir da empresa terceirizada a presença deste profissional", afirma em nota a SPP.

Ainda conforme o argumento sobre a necessidade da presença de pediatras nas Unidades de Pronto Atendimento, a SPP "os médicos generalistas que comumente acabam prestando atendimento às crianças, nem sempre estão preparados ou se sentem seguros para intervir em um infante em estado de urgência, pois as intervenções pediátricas são muito específicas e demandam atendimento especializado."

A SPP reitera a necessidade de que, ainda que a Prefeitura opte por estender o modelo de terceirização às outras unidades de pronto atendimento, deve garantir e exigir, através do Edital de Contratação, "a presença dos pediatras em plantão ininterrupto, para assegurar a segurança das crianças."

A Sociedade Paranaense de Pediatria informa ainda que "se colocou à disposição da Prefeitura de Curitiba para auxiliar na capacitação dos médicos e equipes de enfermagem para que prestem os atendimentos adequados e eficaz às crianças em estado de urgência, para que seu direito à saúde seja resguardado em sua totalidade."

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES