Arquivo mensais:fevereiro 2012

Que bola é essa, Mano?

29 fevereiro, 2012 às 06:57  |  por Capitão Hidalgo

Volto no assunto quanto a dificuldade do Internacional de Porto Alegre terminar a obra do seu estádio para o Mundial de 2014. Apessão é tão grande que já se fala no sul que o campo de jogo poderá ser o Arena do Gremio. A briga é tão grande, onde até prefeito foi para o choque, só que o banco que poderia avalisar está ficando fora da parada. Muitos capítulos à frente para o devido reparo na conclusão definitiva da construção final do Estádio  Beira Rio.

Falar em dificuldade, o que foi isso que todos viram nesta partida amistosa da Seleção Brasileira de Futebol, que para ganhar do time da Bósnia precisou contar com gol contra do zagueiro adversário bem no finalzinho do jogo. Do jeito como está , vai ser complicado segurar o técnico Mano Menezes até a Copa de 2014. Ontem mesmo comentei que se o técnico não agilizar outras mudanças no comportamento das futuras convocação e estratégia de jogo, vai sobrar para ele com toda certeza. Até mesmo os profssionais da Rede Globo, que sempre jogaram juntos, não aguentaram e deitaram falação. Para um bom entendedor basta, afinal, a Seleção indo mal fica ruím para futuras negociações com patrocinadores, pois, o investimento é muito alto.

Na semana passada a imprensa paulista ficou relatando as discussões do técnico Leão e Andrés Sanchez, hoje na condição de diretor de Seleções do Brasil, no questionamento da não liberação do atacante Lucas para o clássico contra o Palmeiras. Um criticando ao outro e no final o que valeu se o técnico Mano Menenzes colocou o rapaz faltando 10 minutos para o final deste amistoso na Suiça. Até a conversa ficou desvalorizada.

Quem saiu a público criticando este momento do nosso selecionado foi o Capitão do Tri, Carlos Alberto Torres , pedindo urgência na troca do técnico e sua frustação de ver como capitão deste time o Ronaldinho Gaúcho. É bom ouvirem o capita, além de pode falar porque jogou muito, é a experiência que está falando alto. Fica a pergunta quem poderia ser o técnico da Seleção?

Notícias das equipes da capital são no mínimo desanimadoras. Querem saber? Então vamos lá. Pelo lado do Paraná Clube uma ação trabalhista do ex-profissional de enfermagem, Moacir Medeiros, bloqueando o dinheiro na negociação ndo empréstimo do seu Estádio ao Furacão. Pulando vamos para o jogo do próximo domingo, onde a capacidade do EcoEstádio a pedido da Segurança somente poderão ser vendidos menos de 800 ingressos na jogo do Corinthians Paranaense x Coritiba. Quanto ao Atlético, o assunto que deveria ser mais valorizado pela conquista do título do 1º turno, não foi esse, pois, encontraram uma maneira de colocar a público a falta de pagamento do empréstimo das máquinas que estão operando na Arena da Baixada. Para terminar que tal esta briga de datas que a Federação não ajeitou para o Tricolor da Vila. Paro por aqui.

Seja Feliz.

Chega de testes na Seleção.

28 fevereiro, 2012 às 12:04  |  por Capitão Hidalgo

A torcida pede ao técnico da Seleção Brasileira de Futebol, Mano Menezes, que defina de vez por todas quais os jogadores que serão relacionados daqui para frente provando sua convicção. Com a chegada do dirigente Andrés Sanchez, que já foi seu presidente no Corinthians, a exigência será com certeza maior colocando o dedo na ferida, pois, este que tem demonstrado  não ter papas na lingua, o momento é de se cuidar Mano Menezes. Sem muito tempo para mais testes, aliás, já foram em torno de 60 jogadores convocados em sua gestão técnica, é chegado a hora de uma atitude ” A lá  João Saldanha” em 1969, que colocou a público com muita antecedência os 23 jogadores que disputariam as Eliminatórias da Copa do Mundo no México. Foi aí que surgiu o título “As Feras do Saldanha”.

Demonstrando uma excelente organização,  participei ontem de um encontro dos mais agradáveis que ainda contou com dezenas de Conselheiros do Coritiba, no Restaurante Don Antonio em Santa Felicidade. Participou do meu lado o zagueiro Pereira com a condução do programa do repórter, Caco Mazanek, da imprensa esportiva local. Este programa que  terá futuramente outros convidados, tem a finalidade de estabelecer contato com figuras que viveram experiência no clube contando suas histórias em Contos e Coutos, nome dado a este programa.  Saí satisfeito com o ambiente de cordialidade numa prova evidente da democrácia que vive o atual Conselho, com a direção cordial na Presidência do Omar Ackel. Pude saber também que outras ações estão acontecendo no clube, sempre com o propósito de uma maior interação de todos.

Alguma coisa me diz que o garoto Keirrison, que tão bem começou sua carreira no Coritiba, e que vem tendo seu tratamento orientado pelo Departamento Médico do Clube, volte a jogar pelo Alviverde. Outro que esteve na cidade foi o atacante Bill. Como há brecha no ataque do Verdão, pois, Marcel ainda não se encontrou e com o Leonardo indo jogar na China, porque não aguardarmos por esta definição. Há também a expectatica em torno do atacante Roberto que andou jogando na temporada passada pelo Avaí.

Voltando a falar de Seleção Brasileira,  este amistoso de logo mais a tarde em St. Gallen, interior da Suiça,  é uma piada de mal gosto. O que servirá para o Mano Menezes esta partida contra a Bósnia, a não ser uma demonstração clara de ganhar dinheiro para a entidade. Imaginem senhores se perdermos desta equipe que não tem nenhuma histórico esportivo. Acho que o Ricardo Teixeira, mais preocupado com a insatisfação dos presidentes de algumas federações, ficou por aqui com intuito de apaziguar os ânimos.

 Há uma nítida preocupação dos diretores do Atlético com as informações de que o técnico, Juan Carrasco, sendo pretendido por equipes do futebol chileno possa deixar o clube. É natural que isso viesse acontecer, afinal com a super exposição que lhe deu o Furacão, ainda mais ganhando um turno, não aparecesse alguma proposta. A valorizaçãovem ao natural. Com a palavra o Petráglia.

Seja Feliz.

O turno é do Atlético.

27 fevereiro, 2012 às 05:54  |  por Capitão Hidalgo

Pensando bem, sem que queira deslustrar a conquista, caiu no colo da equipe do Atlético este título do 1º turno do certame paranaense. Foi para a cidade de Paranavaí jogar pelo compromisso de  tabela, e mesmo que visse a vantagem do Cianorte na partida em Arapongas, afinal, este  jogava  por uma vitória simples , não se descuidou e ganhou e bem(3×1) do time vermelhinho do fim da linha. Enquanto isso na outra ponta , o Coritiba, também na suposição de que alguma zebra aparecesse no meio  caminho, jogou para cima do Roma aplicando uma sonora goleada por 5×0. Portanto o empate entre o Arapongas e Cianorte deu ao Atlético, além do título do 1º turno, uma maior tranquilidade para jogar outra etapa classificatória.

 A verdade, meus amigos, é que o Atlético de certa forma recupera o moral depois das trapalhadas da temporada passada. A impressão é que esta diretoria, com a volta do Presidente Petráglia, tenha utilizado pouco investimento para montagem deste elenco, a não ser a boa contratação do atacante do uruguaio, Martin Liguera. Sem que pudesse jogar na Arena por razões óbvias, foi contudo merecedor por ter alcançado maior número de pontos,  reconhecendo-se, também, o bom trabalho do técnico, Juan Carrasco e sua equipe, que soube dar um respiro a jogadores que estavam condenados dentro do clube.

Nesse etapa inicial de ano com as atenções nos campeonatos estaduais, o futebol paulista  é o único que tem um formato diferente de outras praças, onde todos jogam em um turno único. São dispostas 19 rodadas para a classificação das 8 melhores equipes que continuarão jogando em outras etapas. No carioca,  em outros moldes, o campeão deste turno foi o Fluminense enquanto em Santa Catarina o Figueirense levou. No sul, a coisa ficou preta para o Gremio e Internacional que foram desclassificados pelo Caxias e Novo Hamburgo.

Para quem tem o objetivo de voltar a ser o Tri-Campeão do Estado, é o caso do Coritiba, entendo que o time precisará encontrar aquela motivação de objetivos tanto utilizadas nos anos de 2010 e 2011.  Para isso terá um turno inteiro para recuperar-se a e buscar  as finais contra o Atlético. O desastre do turno, dito pelo próprio técnico Marcelo Oliveira, foi o empate em casa contra o Rio Branco de Paranaguá. Para melhorar o ambiente,  alguém do clube deve lembrar a conquista do Bicampeonato de 1972, quando a equipe alviverde ganhou o 2º turno e foi às finais levantando o caneco.

Será hoje a noite, no Restaurante Don Antonio, que estarei participando de um evento coordenado pelo Conselho Deliberativo do Coritiba e que terá também a presença do atual zagueiro Pereira. Pelo que foi dado a entender, participarão dezenas de sócios num programa idêntico que realiza o Bem Amigos do Sportv, com formulação de perguntas e um musical na parada. Na verdade é um projeto de Contos e Coutos sôbre nosso tempo de clube. Amanhã contarei mais detalhes.

Seja Feliz.

Aqui como lá. Garantias necessárias.

25 fevereiro, 2012 às 09:34  |  por Capitão Hidalgo

Dei um giro à busca de informações no que tange as construções dos estádios para a Copa de 2014,  até diria com intuito de formar uma opinião à busca de um comparativo com o atual momento do Estádio Arena. Pelo que apurei, meus amigos, quanto ao estádios monitorados por governos estaduais, por enquanto nenhuma preocupação pelo apoio principal de verba federal. Agora, quanto ao Internacional de Porto Alegre e o Atlético Paranaense, a mesma conversa a respeito de garantia financeira para o término do projeto. Lá no sul, a Construtora Andrade Gutierrez aguarda pelo Banrisul o aval necessário para o desdobramento da obra. Aqui como lá o processo é o mesmo. Falando no banco dos gaúchos, foi criada uma Sociedade de Próposito Específico com vários empresários fortalecendo a garantia, mesmo que saibamos que o BNDS esteja por trás. Na verdade é um acerto de papeís com responsabilidades.

O técnico Leão, hoje servindo o time do São Paulo, andou batendo boca com o diretor de seleções, Andrés Sanches, pedindo isonomia quanto a liberaçao do atacante Lucas para este clássico contra o Palmeiras, da mesma forma como a CBF abriu tal concessão ao zagueiro do Vasco da Gama, Dedé, contra o Fluminense. Como de bobo o Leão não tem nada, aproveitou para estilingar a CBF, pois como todos sabem, não pode nem ver pintado o Ricardo Tixeira pela sacanagem que fez a ele quando esteve técnico da Seleção Brasileira de Futebol. Parto também do pressuposto, que interessou esta confusão ao Presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, que é outro que não quer nada com o mandatário da CBF.  Tomara que o Leão não fique servindo de boi de piranha.

Quem vai estar aparecendo politicamente no cenário futebolístico nacional será o Presidente do Santos, o Luis Álvaro Oliveira Ribeiro, com suas corretas proposições  Não sei não se já não está mexendo os pauzinhos neste encontro dos presidentes da federações, pedindo uma força união quanto a liberação de datas para as equipes brasileiras realizarem vários torneios e amistosos internacionais. É de se perguntar porque só a Seleção Brasileira de Futebol. Com a resposta o Ricardo Teixeira da CBF.

Até aqueles que andam sumidos dos estádios de futebol, afinal o campeonato ainda não alçou vôo de cruzeiro, deverão estar acompanhando os jogos deste rodada final do 1º turno do paranaense. Os mais chamativos serão o Arapongas x Cianorte, Paranavaí x Atlético e Coritiba x Roma/Apucarana. Não que seja uma aposta, mais pelo momento das equipes, continuo afirmando que mesmo que o Coritiba tenha facilidade neste jogo de casa, o problema é que dificilmente o Atlético perderá esta chance devido o nivelamento de Arapongas e Cianorte. Bastará um empate dos time interioranos e o título poderá cair no colo do Furacão. Quanto as chances do Coritiba, por estar com dois pontos atrás, só levará pela traquinagem ou zebras que existem no futebol.

Quanto a isso, ouvi atentamente uma entrevista do técnico do Coritiba, Marcelo Oliveira, dando uma conotação por cima de já ter perdido o turno. Nem precisaria ser muito inteligente, pois, ouviu do seu presidente o descontentamento pela campanha.

Seja Feliz.

 

 

Dirigentes pipoqueiros.

24 fevereiro, 2012 às 07:35  |  por Capitão Hidalgo

Comentário que fizemos quanto a rebeldia de alguns presidentes de federações do futebol brasileiro, dando conta das suas insatisfações contra o Ricardo Teixeira da CBF, inclusive, expondo críticas abertas à imprensa com a possibilidade de um levante, está caindo por terra. Eles mesmos estão pedindo, agora, uma reunião que antecipa a Assembléia Extraordinária para o dia 29 deste mês, para que se saiba as futuras regras do jogo político , principalmente em não estender o poder aos dirigentes de São Paulo, Marin e Marco Polo Del Nero. A verdade, minha gente, é que brigar contra o Teixeira é coisa ruim, pois, seu procedimento de ironia e raiva extrapola os mais ajuízados.

O Presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro de Andrade, está profundamente decepcionado com a perda do 1º turno paranaense, afinal com o melhor elenco do Estado esperava por esta conquista dando sequência aos bons resultados da temporada passada. Concordo com ele plenamente, pois, será uma briga de foice no escuro se o Cianorte tirar do Atlético esta conquista para outro turno. Convenhamos, que no futebol tudo possa acontecer, sim,  o Coritiba  ganhando o jogo de domingo contra o Roma em seu estádio, mas vá lá, mesmo que o Cianorte empate fora contra o Arapongas, o Furacão jogando contra a pior equipe do Campeonato Paranaense, o Paranavaí,  ganhará o turno pelo ponto de diferença. Com isso ficará em terceiro plano o título a favor do Verdão, mas se isso não acontecer diria ser uma maluquice do futebol.

Faltando 13 dias para o Paraná Clube entrar em campo nesta temporada de 2012, e justamente será nesta Copa do Brasil, a galera está animada com notícias da Vila Capanema. Na base da gozação, o time está invicto em seus jogos amistosos, dando conta que uma nesga de esperança de bons resultados possa vir com boa antecedência. Como diria o atacante Neymar, futebol é isso.

Nunca é demais repetir um debate esportivo que participei em uma das emissoras de São Paulo, quando se dizia a respeito de como avaliar o time mais forte do Estado.  Classifiquei, isto está escrito em uma das mais de mil colunas escritas, que na minha modesta opinião seria o time do Guarani. Até parece engraçado, mas é que já vi este time Campeão do Brasil em 1978,  participar caindo e subindo nas séries 1ª, 2ª e 3ª do Brasileiro, da mesma maneira nas séries de São Paulo sem esquecer noticias dando conta que poderá perder o seu campo, o Estádio  Brinco de Ouro da Princesa, por problemas financeiros. Vendo a classificação de momento do campeonato paulista, está la o bugre campineiro em 2º lugar, perdendo sómente para o Corinthians de muitos investimentos. O que voces acham?

Como última rodada da etapa inicial do paranaense, seria de bom alvitre o Diretor de Árbitros, Afonso Victor de Oliveira, colocar em campo os melhores no seu entendimento. Entendo que nesta rodada deverá contar com os mais experientes, sendo dois deles o Evandro Roman e Héber Roberto Lopes. Deixo para o ex-árbitro, o famoso “Bicudo” que escreve diáriamente sôbre os “juízes”, o terceiro nome.

Seja Feliz.

Festa do interior.

23 fevereiro, 2012 às 11:09  |  por Capitão Hidalgo

Vai lá o aviso para prepararem a música da Gal Costa. Qual delas? Aquela que diz ” Festa do Interior”. Depois do esperado empate em 0×0 em Vila Capanema, onde nem Coritiba e Atlético mereceram ganhar pela falta de uma melhor produtividade no setor importante que é a meia cancha, a verdade é que liberaram para o Cianorte no próximo domingo, em Arapongas, disputar o 1º turno. Como em nenhum momento coloquei dúvida neste resultado de ontem, pois ganhou fácil do irregular Londrina, agora ouço dizer que a torcidas do Coxa e Furacão esperam o tropeço desta equipe que lidera a competição.

Quanto as perspectivas do Coritiba e Atlético, claro que um empate do Cianorte deixará tanto o Furacão como o Verdão na cara do gol, a situação na última rodada dá ao Coritiba um respiro melhor, afinal,  jogará em casa contra a fraca equipe do Roma/Apucarana. Tendo um ponto a mais o Atlético em relação ao seu maior adversário terá que ganhar do time do Paranavaí, time este que não vem ganhando de ninguém. Quero ver quem vai pisar na casca de banana.

Agoro, no duro mesmo, é saber quem ficou feliz com tudo que aconteceu no pré-jogo e depois do jogo de ontem no Estádio Durival Brito e Silva.. Em colunas passadas critiquei o excesso de erros dos dirigentes. Picuínhas à parte, fica a demonstração para sempre que tudo havido neste Atletiba tem que ser esquecido de forma definitiva. Pasmem senhores, tem dirigente que pipoca num clássico em não admitir que o bom mesmo seria jogar no Couto Pereira com mais público e consequentemente mais dinheiro. No futebol ganha quem estiver bem no dia. Fôsse dar exemplo daria a Seleção Brasileira de Futebol que ganhou 5 títulos mundiais jogando fora do país e quando jogou em casa (1950) perdeu. Pura balela.

A promoção do Programa Show de Bola da Rede Massa está bombando na escolha do elemento torcedor do Coritiba que será escolhido por uma comissão para fazer parte da bancada. Como o programa tomou outros contornos, sempre com a presença dos integrantes conhecidos pela platéia, a expectativa é enorme pelo tamanho de registros via internet dos interessados. Na verdade tem que ser um torcedor roxo e bom para aguentar o tranco. Espera aí! Torcedor alviverde, legal?

Dias atrás li que o atacante do Flamengo, Deivid,  estava contando para todo mundo que o Mengão estava lhe devendo, direito é claro do trabalhador, coisa que ninguém contesta, pois, o que é combinado não é caro. Agora, depois do absurdo de perder embaixo da trave um gol incrível onde veio  prejudicar sua equipe, afinal acabou sendo desclassicada do 1º turno carioca, é de se pensar no clube que perdeu uma grana federal. E agora, Deivid, toda ação tem sua reação. 

Seja Feliz.

Luxemburgo no Gremio.

21 fevereiro, 2012 às 22:03  |  por Capitão Hidalgo

Estando na estrada por alguns anos, acredito que seja difícil o técnico paranaense Caio Júnior, engulir as palavras do dirigente do Gremio de Porto Alegre, Paulo Pelaipe, dizendo que o time do sul estaria precisando de um profissional mais experiente no cargo maior de uma comissão técnica. Claro, os maus resultados geraram muita desconfiança nos diretores mas, pensando bem, montar uma equipe coletivamente e exigir excelentes resultados em apenas 8 jogos é no mínimo um desrespeito ao profissional. Aliás, a bem da verdade, o sul anda queimando muitos técnicos de futebol. Se aconteceu com o Falcão, imaginem com Silas, Mancini e agora o Caio Jr.

Nem bem saiu do Flamengo e o técnico Vanderlei Luxemburgo já está empregado. Não durou uma semana e a lembrança dos seus feitos importantes avivaram os diretores do Gremio, que sem pestanejarem, foram à busca do melhor do Brasil. Há quem conteste Luxemburgo, vamos dizer  muito mais por antipatia, mas desmerecer sua qualidade de trabalho técnico no campo onde usa sua estratégia de conhecimento é brincadeira.  Podem ter certeza que Luxemburgo vai mexer com a galera nos pampas.

 Parte da imprensa esportiva brasileira vem cutucando como pode a queda do Presidente da CBF, Ricardo Teixeira do cargo da CBF. Perguntado sôbre a saída do mandatário, respondeu Andrés Sanchez que ocupa cargo na diretoria da Confederação que êle só sairá quando o Sargento Garcia prender o Zorro. Outro que fez elogios rasgados ao Teixeira foi o atacante santista Neymar. Com isso fica para os dirigentes das Federações que estão estimulados a um levante contra atual situação da entidade, todo cuidado, pois o esquema de vingança é forte.

Sentindo a possibilidade de ganhar o 1º turno do paranaense, tenho notícias de que esse jogo do Cianorte x Londrina, terá o maior público da história na cidade. Com ingressos todos vendidos e um entusiasmo de fazer inveja, entendo sejam os requisitos à busca dessa vitória que poderá dar o caminho à glória. Pensando bem, um empate no Atletiba e estará pelada a coruja, como diriam os uruguaios.

Apostas dando conta que a torcida do Atlético não conseguirá lotar as dependências de Vila Capanema no jogo de hoje. Será? Com capacidade par 10 mil torcedores acho fichinha para a galera do Furação. Diria até mais, que a expectativa de apoio do torcedor seja o melhor trunfo para a vitória e conseguir o turno classificatório.

Seja Feliz.

Cadê o público do Atletiba? Piada.

21 fevereiro, 2012 às 10:51  |  por Capitão Hidalgo

O Ministério Público acatou pedido da Policia Militar do Paraná, em relação ao ATLETIBA que será realizado amanhã no Estádio Durival de Brito,  terá apenas a torcida do Furacão com a argumentação ampliada na segurança pelo retorno das pessoas que estão no litoral e terá que contar com um maior contingente de atendimento.  Aceita as ponderações, fica agora o Coritiba a espera de uma confirmação para o próximo clássico que será jogado no Estádio Couto Pereira, a definição em papel carta sôbre a inversão da presença única da galera alviverde.

Não quero me árvorar a respeito desta conclusão, devo aceitá-lo pela segurança exposta, agora que é um retrocesso aos clubes chegarem a este acordo isso não tendo a menor dúvida  onde poderiam  desfrutar tal momento com uma maior simpatia a este clássico. Como o futebol paranaense caminha de ré, afinal, recordando outros Atletibas com público maior de 30 mil pessoas, entendo que os objetivos de dirigentes bem que poderiam ser maiores. Por que não o Estádio Couto Pereira com capacidade de receber um grande público?  Podem achar exagero, mas aprendi na minha vida de jogador de futebol  que o melhor do dia leva. O resto é perfumaria.

O destacado torcedor alviverde, Albano, com sua coluna diária , A Voz do Coxa,  me informa que vem bombando seu site a respeito da contratação, em 1972,  do argentino Eduardo Dreyer para o Coritiba. Como pediu-me para contar a história a respeito do plebiscito em que a torcida tinha que se manifestar, entre ele Dreyer e o Cibeira, dei minha versão pelo fato de estar convivendo no clube como Capitão da Esquadra e saber tudo da sua contratação. Está lá para quem queira saber a verdade e o porquê de ter ficado Dreyer e não o ponta direita Cibeira. Alguns acham que o Cibeira se machucou no jogo amistoso internacional e foi preterido. Não foi isso não?

Não sei se o momento carnavalesco tira o torcedor de uma atenção maior, mas a verdade é que desta vez não houve chiadeira quanto a indicação do árbitro para o clássico. É êle sim, um dos melhores do país, Héber Roberto Lopes. Par atuar num jogo de uma torcida só, a indicação não poderia ser das melhores pela experiência de anos no apito. Na verdade é o jogador que deve ter responsabilidade neste clássico e não se atirar contra tudo e a todos ao tomar cartão desnecessário levando-o a expulsão

Como havia sugerido na coluna passada de querer saber maiores detalhes a respeito da viagem à Amsterdan/ Holanda do Coordenador de Futebol do Coritiba,  Felipe Ximenes, já obtive pelo próprio profissional do clube que  de forma simpática passou-me todos os detalhes. Me informou, Felipe, que algum tempo teve um convite para conhecer a desenvoltura administrativa e técnica do Ajax, e com isso foi obrigado a marcar com antecedência esta viagem ao lado do Marcio Scwab que é componente atual do G5 alviverde. Sem que fizesse a pergunta, também  fêz questão de salientar, que o custo dessa sua viagem foi pessoal. Outro pormenor importante é que ficou sómente 48 horas nesta cidade e pela necessidade teve um regresso rápido. Mesmo a contragosto da sua parte, só por uma questão informativa, o faço para uma melhor ilustração. Com isso fecho a questão. 

Seja Feliz.

Deram respiro ao Coritiba.

20 fevereiro, 2012 às 07:36  |  por Capitão Hidalgo

Movimento entre algumas Federações de Futebol do Brasil dando conta que encaram um levante contra o atual Presidente da CBF, Ricardo Teixeira, que deveria coletar mais dados e informações a respeito da possibilidade de sua renúncia. Acontece que a grita dos Presidentes das Federações do Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Paraná , Distrito Federal, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, dão conta que isso em acontecendo sobraria para o José Maria Marin, atual vice da pasta, coisa que passa distante dos interesses dessas federações. Com isso, Ricardo Teixeira já mandou recado a todos à uma Assembléia Geral neste próximo dia 29 de Fevereiro.

Fizeram um grande favor ao Coritiba neste final de semana. Claro, depois dos seus péssimos resultados onde praticamente estava dando adeus ao 1º turno, eis que, Atlético perde em Arapongas e o Cianorte empata contra o Corinthians Paranaense. Com isso, fica em aberto o título deste turno, deixando para 4ª feira as emoções de um Atletiba e Cianorte em casa contra o Londrina. Com a vitória de goleada do Coritiba em cima do Operário de Ponta Grossa em 4×1, a pontuação dá ainda ao Atlético o 1º lugar com 22 pontos e Cianorte com Coritiba somando seus 21 pontos. Se houver empate no Atletiba, não sei não, o título poderá ir para o interior. Que coisa!

A batata do técnico Caio Júnior está assando e não sei não se no próximo compromisso não passar do ponto. Como a campanha tem sido muito irregular, ainda mais tomando-se por base as contratações de vulto realizados pela agremiação,  o diretor do Gremio Porto Alegrense, Paulo Pelaipe, muito pressionado pelo grande conselho terá que mudar o panorama. Como o próximo compromisso será o Grenal desta etapa do campeonato gaúcho, se não ganhar, bye, bye.

O Coritiba deslocou duas pessoas à Holanda para conhecerem a estrutura do Estádio Arena Amsterdan. Foram eles, o Marcio Scwab componente do G5 e o funcionário da Coordenação de Futebol,  Felipe Ximenes. Confesso que gostaria saber mais a respeito dessa viagem. Por algumas vezes transmiti jogos da Seleção Brasileira nesse estádio onde pude contemplar esse bonito complexo esportivo. A dúvida é quanto ao Ximenes, pois, sendo integrante do departamento de futebol, só posso entender que deva ter ido ver jogadores, pois, no contrário não saberia me situar quanto a sua nova função. Acho que o momento é de ver o time em campo para não fraquejar neste certame paranaense.

Depois de um longo e tenebroso inverno, eis que aparece em cena o amigo Luis Barbosa Jorge, o famoso Espeto do Coritiba, que esteve em outra administração do clube por 6 anos desenvolvendo um excelente trabalho. Está aí uma pessoa séria e com grande sentimento clubístico. Torço para vê-lo de retorno no clube. 

Seja Feliz.

 

Carnaval das antigas.

19 fevereiro, 2012 às 09:57  |  por Capitão Hidalgo

Confesso que não saberia dar nota de avaliação nos vários requisitos de uma escola de samba quando desfila na passarela. Como sempre gostei de participar de carnaval, isso desde meus tempos de garoto, fico agora recordando minha alegria ao ter colocado uma fantasia do Zorro, em um dos salões do bairro paulistano da Moóca. Existia nesta época o corso de carros enfileirados e enfeitados de confetes e serpentinas que davam o brilho no entusiasmo das pessoas e o que dizer das marchinhas de carnaval, que até nos dias de hoje são cantadas, chamavando atenção no conteúdo de suas letras. Enfim, como tudo passa nesta vida, ficamos hoje grudados na tela acompanhando os desfiles que são apresentados com muitos investimentos em suas alegórias. Na verdade tudo é fruto de uma época. Cada um lembrando a sua. A diferença que coloco é que a expontaneidade de anos atrás era mais divertida e gostosa, afinal, sem exageros os custos de uma fantasia dava uma satisfação imensa à participar de qualquer bloco nos salões.

A torcida atleticana deva estar incrédula com o mal resultado de ontem em que perdeu para o time do Arapongas por 2×1,  bem agora que vinha tendo a  oportunidade de ganhar o 1º turno. Jogando fora este round em que poderia ser decisivo as suas pretensões,  agora terá que esperar por outra chance, ao esperar pelos resultados do Coritiba e o Cianorte que  na tarde hoje  enfrentarão os time do Operário de Ponta Grossa e o Corinthians Paranaense.  Portanto, conhecidos esses resultados, aí sim,  poderemos avaliar o ATLETIBA de Cinzas.

Por sorte, o Coritiba que andou se estrepando com o Londrina, Rio Branco e Cianorte, vê novamente possibilidades de chegar no clássico com chances de reverter o quadro, desde também, que ganhe o jogo de hoje e o time do interior Cianorte não vença o jogo de logo mais. Com isso nos próximos jogos,  Atlético x Coritiba  e Cianorte em casa contra o Londrina, podem mudar o destino do campeão para última rodada.

Grande novidade o futebol carioca nos proporciona com as classificações do Vasco da Gama, Flamengo, Fluminense e Botafogo para a decisão daTaça Guanabara. É de rir para não chorar, afinal quem poderia estar nessa, um time como o Madureira, Resende, Boa Vista, Bonsucesso ou sei lá o que. Convenhamos, minha gente,  mesmo que outros estaduais não sejam uma perfeição com as equipes considerados menores, acontece que uma zebrinha de vez em quando acontece.

Estava tudo bem com o Atlético até que se perdeu no caminho. Agora, o que não é sério ouvir aqueles que vinham enaltecendo o time do Carrasco e fazerem uma crítica áspera a esse profissional depois do jogo eprdido. Desculpe a classe, mas é duro ouvir comentarista de resultado. Aí o Furacão ganha o turno e com que cara vão ficar. O que se pede é mais coerência. Quem tem que torcer é o torcedor, parece piada mais não é.

Seja Feliz.