Outono típico será de pouca chuva e frio em Curitiba; geadas chegam em maio

Segundo previsão do Simepar, geadas devem aparecer mais no meio da estação

19/03/17 às 22:10 - Atualizado às 14:45
Uma das características do outono está no colorido das árvores, que ganham tons ferrosos e vermelhos (foto: Franklin de Freitas)

O outono, apesar de ter dado ares neste fim de semana, oficialmente chega nesta segunda-feira (20), precisamente às 7h29, segundo o Instituto Simepar. Com ele, deve ocorrer um período de menor incidência de chuvas no Paraná, já tradicional, o que configura que a estação deve ser típica no estado, ou seja, como as anteriores: pouca chuva e temperaturas mais amenas.

Cultos à estação das folhas caindo acontecem em Curitiba

Justificando a máxima popular de que em Curitiba, temos todas as estações do ano em apenas um dia e de acordo com as características da estação no Estado, as variações nas condições do tempo devem ser mais rápidas já partir de hoje. Com isso, é bom não esquecer do casaco para aquecer o corpo no começo das manhãs e cair da tarde, quando as temperaturas ficam próximas dos 15ºC. O casaco deve ser leve, pois próximo ao meio dia são registradas as máximas na casa dos 20, 24º para cima.

No entanto, essa transição entre os dias nos quais as características assemelham-se aos do verão são lentas. Ou se seja, as grandes oscilações devem ocorrer a partir do final da estação quando as massas de ar frio ficam mais persistentes sobre o continente proporcionando períodos mais estendidos da condição de atmosfera estável.

No final da estação não são raros eventos de geadas formadas nos vales, especialmente no sul, quando após a progressão das frentes frias ingressam massas de ar mais frias. Para o Paraná, há a possibilidade de que as primeiras geadas sejam registrada já a partir de maio, praticamente no meio da estação, quando normalmente os termômetros se elevam e ocorre o chamado veranico de maio.

Neste período, ainda são observadas formações de sistemas meteorológicos que geram fortes instabilidades atmosféricas entre o centro-sul do Mato Grosso do Sul e se estende atéo norte/nordeste da Argentina e que costumam atingir faixas do noroeste, oeste, sudoeste e centro-sul do Paraná.

Chuvas — Apesar dos fenômenos Climático El Niño, que determinou as condições climáticas do ano passado, e La Niña que, de acordo com as previsões meteorológicas devem imperar a partir do outono deste ano, a boa notícia em relação às chuvas é que elas devem ocorrer dentro da normalidade. Na análise do Simepar do Boletim Climático de Outono de 2017, as probabilidades em relação as chuvas dividem o estado. No Oeste há probabilidade de chuvas um pouco acima da média para o normal. Já na parte Norte, as probabilidades são de chuvas abaixo para o normal. Na região Sul do Estado, as condições climáticas são de normalidade.

Esse monitoramento é fundamental para quem planta. Como o cultivo depende basicamento do tempo, condições que apontam para a normalidade significam sinal verde para o campo. Resta saber se os termômetros, mesmo no invervo, irão cooperar co m os produtores.


Cultos a estação acontecem em Curitiba

Rodolfo Luiz Kowalski

Hoje, às 7 horas e 29 minutos, teve início o outono, estação marcada pelo equilíbrio entre a noite e o dia, a redução gradativa das temperaturas. Em outros tempos, a data era marcada por celebrações diversas, muitas de conotações religiosas, outras com caráter meramente social, ressaltando o fato de a vida cotidiana ser diretamente afetada pela natureza e as mudanças climáticas.

Hoje com a modernização da sociedade, muitas dessas tradições se perderam. Ainda assim, algumas culturas resistem ao tempo e ainda celebram a transição das estações, os equinócios (períodos do ano em que a Terra é iluminada igualmente nos dois hemisférios) e os solstícios (períodos em que a Terra é iluminada de maneira desigual nos hemisférios).

Em Curitiba, por exemplo, as festividades tiveram início já no sábado, quando ocorreu o “Kainapi Equinócio de Outono – Barquisimeto”. A tradição, originária do Chile e promovida por aqui pela instituição Condor Blanco, honra a estação que se inicia e a energia que ela entrega, ensinando a viver ao “Ritmo da Natureza Externa” para “maior entendimento de nossa natureza interna”.

Já na noite de hoje, das 19 horas às 20h30, será vez da terapeuta holística Neidi Metz vir à Capital para realizar atendimentos focados no xamanismo e cura ancestral. O evento, que está sendo organizado pelo Instituto A Tenda, está com ingressos a venda por R$ 30 para aqueles que quiserem participar da roda. O evento acontecerá na Rua Fernando Amaro, 60, no Alto da XV, na sede do instituto.

Por fim, amanhã acontecerá o “Curitiba Thelema Fest - Equinócio de Outono”, no Saint Patrick Pub”, na rua Rua Professor Fernando Moreira. A frase “Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei”, eternizada na voz de Raul Seixas e que é parte da Lei de Thelema, desenvolvida em 1900 por Aleister Crowley.


Mais varrição e menos roçadas

Não são apenas as tradições ancestrais e ocultistas, contudo, que marcam a chegada do outono. Para o pessoal que trabalha com limpeza pública, por exemplo, a nova estação é também sinônimo de mais trabalho. É que neste período do ano ocorre a queda de folhas de alguns tipos de vegetação para adaptação à mudança do clima e da duração do dia, com as noites ficando gradativamente mais longas à medida que se aproxima o inverno.
De acordo com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA), há, de fato, um aumento no trabalho de varrição no setor de limpeza pública durante o outono (embora não seja algo tão expressivo). Por outro lado, os trabalhadores acabam tendo mais “folga” com as roçadas, uma vez que os gramados começam a se preparar para enfrentar o inverno e o seu crescimento é menor se comparado à primavera e ao verão.


Rápida

Outono = colheita
A palavra outono tem origem latina e significa época propícia para as colheitas. Suas principais características são queda das folhas das árvores em nuances amarelas e vermelhas, o tom acinzentado do céu, o abrandamento das temperaturas, as noites que começam mais cedo e os frutos amadurecidos que caem sobre a terra. Nas artes, a estação está associada a nostalgia, melancolia e introspecção. A previsão para a estação é que ela fique dentro da normalidade histórica. Massas polares mais severas devem começar a ingressar no Estado a paritir de maio, quando pode ocorrer as primeiras geadas.

 

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop