hoax

Aprenda a identificar um boato ou notícia falsa na internet

10 março, 2017 às 00:14  |  por Tarcisio Cavalcante

A News Media Association (NMA), do Reino Unido defendeu nesta quinta (9) uma “investigação urgente” do Google e Facebook, por estimular a disseminação de notícias falsas.  A dinâmica das redes sociais faz uma notícia se espalhar rapidamente na internet. Se for polêmica, então… O problema é que isso vale tanto para notícias verdadeiras como falsas. Você sabe identificar uma notícia falsa antes de espalhar?

Espalhar boatos na internet, além de improdutivo, pode colocar a vida de pessoas em risco! Como a de Carlos Luiz Batista. Uma mensagem, acompanhada de sua foto, dizia que ele era “estuprador e sequestrador de crianças”. A essa altura, a história pode até ser desmentida, mas o boato continuará se espalhando. O rapaz continua recebendo ameaças e tem medo de sair de casa. Em 2014, Fabiane Maria de Jesus foi espancada até a morte no Guarujá, litoral paulista, depois de ser acusada, em boatos em redes sociais, de que estuprava e sequestrava crianças.

Você pode até ter tido uma boa intenção ao espalhar uma (falsa) notícia, mas como diz o velho ditado: de boas intenções, o inferno está cheio. Que tal aprender algumas práticas que lhe ajudarão a filtrar melhor o conteúdo da notícia e saber se vale a pena compartilhá-la?

Checar no Google

A primeira dica é bem óbvia. Chegou até você uma notícia polêmica? Antes de compartilhar apenas porque o seu amigo compartilhou, que tal verificar no Google? Jogue palavras-chave da notícia e veja se outros sites (de preferência, confiáveis e bem conhecidos) já falaram dela. Se a única fonte é o post do seu amigo ou um site (estranho) apenas, desconfie. Se encontrar várias fontes, mas todas elas são cópias da mesma notícia (e quase sempre de sites duvidosos), também desconfie.

Buscar a fonte original ou ver se a fonte é de confiança

Se a imagem que você viu tem um trecho de uma entrevista de uma celebridade citando um jornal/site conhecido como fonte. Vá ao site em questão e veja se existe a notícia/entrevista. Se a notícia for um link, veja se o link não aponta para um site falso que apenas copia um site conhecido. Hoje em dia é muito fácil criar um blog ou site com cara de site de notícias.

Sites de notícias falsas

Hoje existem sites feitos exclusivamente para criação e disseminação de notícias falsas, seja para enganar, seja por motivos humorísticos. É bom estar atento. Alguns dos mais conhecidos são: Sensacionalista, Diário Pernambuco, G17, Joselito Müller.

Busca pela imagem

Muitos boatos espalhados pelas redes sociais acompanham imagens para ajudar a propagar a polêmica. Mas é possível pegar a imagem e jogar no Google Imagens para uma busca pela foto. Assim você descobre se essa foto realmente faz parte da notícia ou se foi roubada de outro lugar.

Ver se o boato já foi checado

Existem sites dedicados a pesquisar boatos na internet. É sempre bom verificar nesses sites se a notícia que você quer compartilhar já foi checada e desmentida lá. Os mais conhecidos são o E-Farsas e o Boatos.org.

Leia a notícia

É muito fácil compartilhar uma notícia e modificar o título, fazendo com que muita gente acabe compartilhando somente pelo título, sem verificar de fato a notícia. Não caia nessa. Recentemente um site norueguês passou a fazer um questionário que as pessoas devem responder para confirmar se realmente leram a notícia antes de compartilhar.

Cadê a fonte?

Desconfie de toda e qualquer informação que receba sem uma fonte verificável. Já dizia Clarice Lispector: “não acredite em tudo que lê na internet, só porque tem uma foto com uma citação ao lado dela.”

Na dúvida, não compartilhe

Não é só sobre notícias. Muita gente cai no velho conto do sorteio e das promoções e acabam compartilhando com a desculpa de “na dúvida, vai que eu ganho…”. Ou no caso de espalhar a foto de alguém que dizem ser um estuprador. Na dúvida, melhor não compartilhar.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>