Publicidade
Ana Clara Garmendia

Futurismo: a nova era do couro e do vinil

Futurismo: a nova era do couro e do vinil

Fala-se nos anos 80, 90, 70, 60. Fala-se em futurismo. Mas já se falava nele na década de 60 quando Courrèges, Pierre Cardin e Paco Rabbane avançaram a moda nesse sentido, então... Sempre esse então permanente na moda e blá-blá-blá! A historia é sempre a mesma, mas o que é interessante em tudo isso justamente agora? É que esses modismos de ontem estão no mood de gente muito jovem, o que nos faz pensar que eles valorizam o passado. Como isso aconteceu? Eles não viveram essa época. Não viram o futurismo daqueles tempos. Para eles, tudo é novo. Essa é a ideia de novas revoluções dentro de velhos conceitos porque os pensamentos já foram lançados, mas podem soar novos sempre em quem está tendo acesso a eles apenas agora. Bem simples de entender por que essa galera está louca pelo estilo vintage da Gucci, pelo street comunista da Vetements e pelas jaquetas de vinil da Courrèges. Tudo é novo de novo! É só abrir bem os olhos e ver que a diferença está nos materiais utilizados, na adaptação das formas para o corpo de hoje e na maneira que essa nova geração vive a roupa. O que eles querem ao se vestir é manifestar a diferença. O padrão sou livre. Por isso, os cabelos coloridos, a coleira de couro para representar o movimento punk e muito mais outros códigos que só desvendamos no olhar tudo com os olhos bem abertos. Essa nova era pode parecer velha, mas na verdade ela é o reflexo de uma geração que busca na historia a nova maneira de se vestir com fidelidade ao estilo que se quer impor. Voilà! Vamos ver como é na prática?

  Fotos: Ana Clara Garmendia Jaquetinha
Jaquetas de vinil curtas. A referência é a Courrèges. Pesquise no Google que vai aparecer tudo. É assim que a nova geração chega nelas. Ah, não esquece do veludo que pode ser molhado, amassado ou ainda em alto relevo. Bem ‘80. Jaquetão
Essa é bem o estilo que Tierry Mugler e Claude Montana fizeram e muito nos anos ‘80. A diferença é que as ombreiras são bem mais discretas, mas prometem voltar.

Na coleira punk
Isso mesmo. Esse combo do vestido de alcinha com a camiseta tem para vender nas lojas fast-fashion de tão moda que é. Pegue uma camisola longa e jogue por cima da camiseta que funciona. O toque irreverente é a grande coleira de couro e o cabelo desbotado cor-de-rosa. Fica tudo misturado e lindo.

HASHTAGS #LARANJA #VAISODEBATOM #SAIAPLISSADA ME SEGUE: E-mail: [email protected] Instagram: @anagarmendia Periscope: anagarmendia Snapchat: anagarmendia68

*********************************************

Publicidade