Coritiba 0 x 1 Athletico

ATUAÇÕES DO CORITIBA: Thonny Anderson e Igor Paixão se destacam no clássico, mas falta de pontaria compromete boa exibição do Coxa

Alef Manga chuta contra o gol do Athletico: Coxa somou 24 finalizações e não conseguiu aproveitar nenhuma
Alef Manga chuta contra o gol do Athletico: Coxa somou 24 finalizações e não conseguiu aproveitar nenhuma (Foto: Robson Mafra)

O domingo foi de decepção para a torcida coxa-branca, que viu o Coritiba acabar derrotado pelo seu grande rival, o Athletico, em pleno Couto Pereira. O time do Alto da Glória jogou bem e foi superior ao adversário na maior parte do tempo, com um volume muito maior de oportunidades criadas. No final, porém, se descontrolou e acabou derrotado pelo Furacão, que conseguiu o gol da vitória num pênalti sofrido por Vitor Roque e convertido por Khellven.

LEIA MAIS SOBRE A PARTIDA: 

RELATO DO JOGO: Athletico vence clássico com gol no fim e fica por cima. Coritiba cai na tabela e se aproxima da ZR

ATUAÇÕES DO ATHLETICO: Vitor Roque muda destino do Athletiba em pleno Couto Pereira. Confira as atuações do Athletico

PÓS-JOGO DO COXA: Arbitragem no clássico revolta técnico e jogadores do Coritiba; Morínigo diz que sentimento no clube é 'de tristeza'

PÓS-JOGO DO ATHLETICO: Felipão reconhece que Coritiba foi superior, mas exalta espírito do Athletico

Abaixo você confere os detalhes sobre as atuações de cada um dos atletas coxa-brancas.

ATUAÇÕES DO CORITIBA DIANTE DO ATHLETICO

Rafael William (5,5)
Fez uma grande defesa aos 21-1º, mas acabou cometendo o pênalti que decidiu a partida.

Matheus Alexandre (7,0)
Seguro defensivamente (com direito a um desarme espetacular) e ainda contribuiu no ataque.

Henrique (6,5)
Conseguiu compensar a falta de velocidade com bom posicionamento. Bem nos passes, também.

Luciano Castán (6,5)
Após um começo nervoso, destacou-se nas interceptações e, principalmente, nas bolas aéreas.

Diego Porfírio (5,0)
Tomou o primeiro amarelo por discutir com Pablo e mudou o rumo do jogo ao ser expulso aos 42-2º

Willian Farias (6,5)
Firme na marcação, bem nos passes e péssimo nos arremates de fora da área.

Matías Galarza (6,0)
Perdeu a posse de bola em 14 ocasiões e também faltou mais precisão nos passes.

Igor Paixão (7,5)
Foi bem no um contra um e participou muito do jogo. Mas faltou a pontaria...

Thonny Anderson (7,5)
Pecou pelas finalizações, mas foi fundamental na criação de jogadas e recomposição.

Léo Gamalho (5,5)
Entrou aos 29-2º, aclamado pela torcida, mas pouco participou do jogo.

Alef Manga (7,0)
Foi uma ameaça constante, mas não conseguiu aproveitar as chances que teve.

Warley (S/N)
Entrou aos 46-2º. Pouco tempo em campo. Sem nota.

Adrián Martínez (6,5)
Movimentou-se bem, participou da criação e também teve uma chance de gol desperdiçada.

Guilherme Biro (S/N)
Entrou aos 42-2º. Pouco tempo em campo. Sem nota.