Publicidade
Chuvarada

Curitiba registrou mais de 200 destelhamentos; Defesa Civil divulga balanço parcial

Equipes da Guarda Municipal, das administrações regionais, da Defesa Civil, da Superintendência de Trânsito (Setran), do Meio Ambiente e da Fundação de Ação Social (FAS) estão mobilizadas para atender a população após a chuva que atingiu a cidade nesta quarta-feira (18/9).

Na capital, estação localizada no bairro Jardim das Américas, foram 21,6 mm em apenas 15 minutos, com rajadas de vento perto dos 65,0 km/h, de acordo com o Simepar.

Até as 21h15 a Defesa Civil de Curitiba registrou:

* Solicitações de lona para atender situações de destelhamentos nos bairros Boa Vista, Portão, Cajuru, Umbará (só na Vila Calixto foram 50 casas) e Caximba (Vila 29 de Outubro - 150 casas).

* FAS distribuiu colchões e cobertores para as pessoas atingidas na Vila Calixto.

* O show de rock que acontecia na Pedreira Paulo Leminski foi interrompido por causa do vendaval que levou objetos do palco.

* Alagamentos em diversos bairros, com mais intensidade no Fazendinha, Boa Vista, Água Verde, Boqueirão, Cristo Rei, Parolin e Mercês.

* Equipes do Meio Ambiente receberam ao menos 40 solicitações de quedas de galhos e árvores em diversos pontos da cidade, que estão sendo atendidas. Entre elas, na Avenida Anita Garibaldi e na Coronel Dulcídio.

* Erosão no asfalto da Pe Camargo X Agostinho Leão Júnior, com bloqueio parcial sinalizado por agentes de trânsito.

O cidadão que precisar comunicar a Prefeitura sobre a queda de árvores deve utilizar o telefone 156 da Central de Atendimento ao Cidadão ou pelo site (www.central156.org.br). O atendimento acontece por ordem de chamada e também de acordo com a gravidade da situação relatada.

A orientação da Defesa Civil é de evitar sair de casa durante uma tempestade. Se a pessoa estiver na rua, evitar se abrigar embaixo de árvores e de estruturas metálicas, uma vez que Curitiba tem registrado grande incidência de raios.

Embaixo de chuva, o motorista deve redobrar a atenção e reduzir a velocidade.

A Defesa Civil registra as ocorrências que chegam ao município pelo telefone de emergência 199 e, também, pelo 156 (Central de Atendimento ao Cidadão) e pelo 153 (Centro de Operações da Defesa Social - Guarda Municipal).

Outras situações decorrentes de chuvas ou temporais podem ser atendidas pelo Corpo de Bombeiros (193) e pela Copel.

Tempestade chega forte em Curitiba; raios, ventos e granizo atingem a Capital. Veja o vídeo

22 dicas para garantir a segurança antes, durante e depois de tempestades

Chuva forte na Grande Curitiba deixa ruas alagadas, derruba árvores, suspende show e invade hospitais

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES