Publicidade
Censo Pet

Para cada três pessoas, há dois animais de estimação no Paraná

Cachorros são os preferidos dos paranaenses: 4,2 milhões
Cachorros são os preferidos dos paranaenses: 4,2 milhões (Foto: Franklin de Freitas)

Para cada três pessoas que moram no Paraná, há dois animais de estimação, entre cachorros, gatos, peixes ornamentais e aves canoras. É isso o que revela o Censo Pet, estudo realizado e divulgado recentemente pelo Instituto Pet Brasil. Segundo o levantamento, haviam em 2018 7,8 milhões de animais de estimação no Paraná, ao passo que a população do estado somava pouco menos de 11,4 milhões de pessoas.

Os dados do Censo foram levantados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e atualizados pela inteligência comercial do Instituto Pet Brasil. Eles revelam, ainda, que o Paraná concentra 5,6% dos 139,3 milhões de animais de estimação em todo o país. Na região Sul, que representa 17,6% da população animal nacional, apenas o Rio Grande do Sul apresenta números mais expressivos, com 9,7 milhões (7% do total no país).

Dentre as diversas espécies, o destaque principal são os cachorros, com a população de cães somando 4,2 milhões de espécimes. A população de gatos é bem inferior, com 1,2 milhões, o que significa que a população canina é 250% maior do que a população felina, com uma proporção de 7 cachorros para cada dois gatos. Além disso, o estudo ainda identificou a presença de 2,4 milhões de peixes ornamentais e aves canoras, o que dá o total de 7,8 milhões de animais de estimação.

Com uma população animal tão expressiva, é natural também que haja uma rede de suporte, com lojas para os pets e clínicas de atendimento veterinário. E nesse ponto, curiosamente, o Paraná se destaca até mais do que o Rio Grande do Sul, que possui uma população de animais de estimação 24,4% maior.

Por aqui, segundo o Instituto Pet Brasil, existem 2,8 mil lojas e 290 clínicas especializadas. Os gaúchos, por sua vez, contam com 2,4 mil lojas de produtos pet e 250 clínicas especializadas. Já Santa Catarina, que possui uma população de 6,2 milhões de animais de estimação, conta com 1,4 mil lojas e aproximadamente 180 clínicas.

Considerando-se, então, os três estados da região Sul, temos que 17,6% da população de animais de estimação do Brasil vive no Paraná, Santa Catarina ou Rio Grande do Sul. A região concentra 6,6 mil lojas que comercializam ração e utilidades para pet, sendo que (ainda segundo o Instituto Pet Brasil) mais de 18% da produção nacional de ração e aproximadamente 17% do faturamento nacional advém dos sulistas.

População animal cresce mais que a humana
Considerando-se os dados nacionais levantados pelo Censo Pet, temos que nos últimos cinco anos a população animal cresceu mais aceleradamente do que a população humana no Brasil.

Em 2013, segundo o IBGE, a população brasileira somava pouco mais de 200 milhões de pessoas. Em 2018, já eram quase 208,5 milhões de habitantes – crescimento de 4,25%.

Nesse mesmo período, a população de animais de estimação no Brasil teve um crescimento de 5,21%. Em 2013 eram 132,4 milhões de animais. Já no ano passado, o país alcançou a marca de 139,3 milhões.

O destaque vai para o crescimento de casas que escolhem o gato como animal de estimação. No acumulado, esse foi o animal que mais cresceu, com alta de 8,1% desde 2013. Em seguida, os pets que acumularam maior crescimento nos lares brasileiros foram os peixes, com 6,1%; répteis e pequenos mamíferos, com alta de 5,7%; aves, com 5%; e cães, com crescimento de 3,8% em sua população.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES