Rumo a 2014

29/10/12 às 00:00 - Atualizado às 19:56 Fernando Trevisan

Gustavo Fruet é o novo prefeito de Curitiba. A capital paranaense a partir do próximo ano vai passar por uma mudança de gerenciamento. O pedetista chega ao Palácio 29 de Março com a benção do PT e prometendo reforçar as verbas nas áreas da Educação em 4%. A capital paranaense receberá mais de R$ 100 milhões ano para tentar resolver um dos problemas mais críticos da cidade.
Fruet vai precisar muito da ajuda dos ministros Paulo Bernardo (Comunicação) e Gleisi Hoffmann (Casa Civil) junto a presidente Dilma Rousseff que bancaram a candidatura do ex-tucano. O novo prefeito vai precisar incrementar os projetos nas áreas da Saúde, Habitação e terá de buscar recursos no governo federal para coroar de sucesso a administração dele a partir de 1º de janeiro de 2013.
Para a política educacional alcançar o sucesso, Fruetnecessariamente precisará ousar e buscar as boas ideias para melhorar os índices dos alunos da rede municipal. Os objetivos serão atingidos quando a educação unir o ensinamento com a cultura. Como ocorre no sistema francês.

Transição
O prefeito Luciano Ducci conversou com Gustavo Fruet no final da tarde de ontem para acertar o plano de transição para a próxima legislatura. Fruet já indicou o professor da Universidade Federal do Paraná, Fábio Scatolin, para coordenar o grupo que atuará na prefeitura até o final da atual gestão.

Secretariado
Gustavo Fruet não indicou possíveis nomes para o secretariado. Mas nos bastidores as especulações apontam que a irmã Eleonora assumirá a secretaria da Educação, a mulher do candidato Márcia OleskovizFruet deve ir para FAS e Fábio Scatolin deve acabar na pasta das Finanças, já que será o coordenador da equipe de transição.

2014
A eleição de Gustavo Fruet (PDT) à prefeitura inicia outra corrida eleitoral: a do governo do estadual, em 2014. Fruet foi eleito com apoio do casal Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann. O resultado em Curitiba credencia Gleisi a disputar a eleição com uma grande base eleitoral na capital paranaense.

Erros
Engana-se quem pensa que a reeleição do governador Beto Richa esteja sendo decidida nas 5 cidades paranaenses que tiveram 2º turno. O cenário desenhado está longe desse contexto. As urnas consolidaram a hegemonia do bloco governista no Paraná. A derrota na capital e Londrina trarão algumas dificuldades. O PT finalmente conseguiu colocar um pé na capital paranaense na garupa de Gustavo Fruet.

Polarização
O sucesso no segundo turno do governador Beto Richa nas cidades de Cascavel, Ponta Grossa e Maringá sobre o PT sedimentou a distribuição geográfica das forças políticas que disputarão as eleições estaduais de 2014. A vitória em Curitiba e Londrina aponta uma polarização entre PSDB e PT em dois anos. Nos próximos dias os resultados da eleição de 7 e 28 de outubro serão analisadas sob perspectivas diversas pelas legendas para produzir uma fotografia do quadro no Paraná.

Passo a frente
A eleição em Curitiba está decidida, agora os vereadores estão pensando na eleição da Mesa Executiva que acontecerá no dia 1º de janeiro de 2013. A vitória de Gustavo Fruet (PDT) fortaleceu as candidaturas de Paulo Salamuni (PV), Serginho do Posto (PSDB), Jorge Bernardi (PDT) e Felipe Braga Cortes (PSDB). A entrada tardia do vereador Pastor Valdemir na campanha de Fruet o deixou em desvantagem. Tico Kuzma, que apoiou Ratinho Junior (PSC) no 2º turno, dificilmente vai emplacar a presidência.

Da coligação
O vereador Paulo Salamuni (PV) defendeu na sede do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná de que a presidência da Câmara Municipal de Curitiba seja exercida pelos verdes. No entendimento dele, o PDT ficou com a prefeitura, o PT com a vice, e os verdes apenas com ônus. Salamuni é o natural candidato. Os outros dois vereadores eleitos da legenda, Aladim Luciano não tem o perfil, Cristiano Santos está no 1º mandato na casa legislativa e dificilmente a presidência será entregue a um novato.

Lousa Interativa
O prefeito eleito Gustavo Fruet conversou com a presidente Dilma Rousseff na tarde de ontem. Dilma deu os parabéns pela vitória e o convidou para a uma audiência em Brasília. **** O senador ÁlvaroDias voltou a critica o governador Beto Richa na tarde de ontem. Ele afirmou que o PSDB não lançando candidato em Curitiba reforçou a campanha do PT ao governo federal e estadual. **** O Supremo Tribunal Federal (STF) suspenderá por aproximadamente duas semanas o julgamento do processo do mensalão. A famosa Ação Penal 470 só voltará à pauta em 7 de novembro.

Leia mais notícias no
SITE: www.bemparana.com.br/tupan
TWITTER: @fernandotupan  
FACEBOOK: @ Fernando tupan

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Últimas de Coluna do Tupan
Coluna do Tupan Redefinição de forças
Coluna do Tupan Movimento
Coluna do Tupan Relações
Blogs
Ver na versão Desktop