por Flavio Rocha

Athletico

A vitória do grande

Boas, amigos. O Athetico encontrou dificuldades para chegar à vitória diante do Cuiabá. Além do nervosismo e da ansiedade, esbarrou na retranca do time do técnico Jorginho. No jogo, o Furacão buscou o gol, às vezes de forma desordenada, mas encontrou com Pedro Rocha já no segundo tempo. Placar simples, mas três pontos importantes para poder jogar diante da garotada atrevida do Palmeiras na segunda-feira (6/12), precisando de apenas um ponto e fechando o brasileirão diante do Sport Recife com o time reserva.

Esta situação de quase rebaixamento tem que sevir como lição e alerta para toda diretoria. 2022 será mais uma vez de calendário cheio, portanto um elenco mais qualificado. E dar ao brasileirão seu devido respeito.

Paulo Autuori já deve ter em mãos o planejamento do futebol. Que possa ser o de atuações lineares e mostrar a grandeza do rubro-negro paranaense. Para o torcedor, o que fica é o alivio e um momento de relaxamento, pois ainda tem emoção por vir. A decisão da Copa do Brasil, em dois jogos, com o Atlético Mineiro, será o confronto dos campeões da Sul-Americana e do Brasileirão.