Publicidade
Casa do Produtor

Curitiba tem uma 'Disneylândia' para os animais de estimação

(Foto: Franklin de Freitas)

Tudo começou há 23 anos, como uma portinha no meio de uma quadra na Rua Engenheiro Rebouças, no bairro Rebouças, em Curitiba. Aos poucos, o negócio foi crescendo. Crescendo tanto que hoje a Casa do Produtor se tornou uma espécie de “Disneylândia” para os animais de estimação, um espaço onde se pode encontrar de tudo para o seu pet relacionado à alimentação, saúde e lazer.

Vem aí a terceira edição Parada Pet. Confira a programação completa

Parada Pet vira uma das maiores feiras de adoção do Paraná

Como escolher a ração ideal para o seu animal de estimação?

Nossos bichinhos estão cada vez mais humanos. E a alimentação deles, também

Parada Pet promove concurso 'Cara de um, Focinho de outro' no Museu Oscar Niemeyer

Não há crise que abale o mercado pet no Paraná

Maior e melhor do que nunca, Parada Pet vira propulsor do mercado animal

Diretora comercial da Casa do Produtor, Vanessa Melo conta que seu marido, Adriano, foi quem iniciou o negócio. Ele veio de Matelândia, no oeste do Paraná, para Curitiba ainda adolescente, quando tinha entre 13 e 14 anos. Trabalhou em obras de rodovia e na Capital foi ajudar o tio, antigo dono da empresa.

“Quando foi trabalhar com o tio ele começou a ter contato com o meio pet e depois comprou a loja. Era uma porta no meio de quadra e que focava mais em animais como vaca e cavalo – por isso, inclusive, o nome Casa do Produtor”, explica Vanessa.

Adriano, porém, tinha o objetivo de não deixar os clientes irem embora de sua loja sem encontrar os produtos que procuravam. Aos poucos, então, foi ampliando o estabelecimento e o leque de produtos ofertados. Hoje, a empresa conta, dentro da própria loja, com a farmácia veterinária mais completa do Sul do Brasil e com uma clínica veterinária, com centro cirúrgico, 30 leitos para internamento e atendimento 24 horas, sempre com veterinários de prontidão.

Além da loja (matriz) na Engenheiro Rebouças, uma filial também foi aberta na Av. N. Sra. Aparecida, no bairro Seminário. E não deve parar por aí: o objetivo é, em 12 meses, abrir mais três lojas na Capital, pelo menos uma delas até o final deste ano.

“Estamos sempre crescendo de 9 a 10% ao ano.Na crise, o tutor tem negligenciado coisas para si mesmo, mas não deixa o pet, que já é um membro da família”, comenta Vanessa, apontando ainda que a cada final de semana entre 1,5 mil e 2 mil pessoas visitam a loja – que todos os sábados e domingos realiza feiras de adoção e com frequência realiza eventos para conscientização e demonstração aos clientes.

“Mudou muito (o mercado nesses 23 anos de Casa do Produtor). Antes comida de cão era polenta, comida caseira. Maus tratos eram aplicados enão eram nem considerados maus-tratos. Hoje, os animais são alicercer emocionais. As pessoas estão vivendo mais sós, as famílias estão diminuindo, vivendo em apês menores. Mas sempre tem um pet com a função de dividir nossas vidas. São filhos, praticamente, e o mercado evoluiu para isso”, afirma Vanessa.

Serviço
Terceira edição do Parada Pet
Data: 28, 29 e 30 de junho
Local: Parcão do Museu Oscar Niemeyer (Rua Mal. Hermes, 999 – Centro Cívico)
Evento oficial: https://www.facebook.com/events/344058622900256/
Entrada Gratuita
Classificação Livre
Apresentação: Casa do Produtor
Realização: Agência 302, Planeta Brasil Entretenimento e T2.
Facebook: @eventoparadapet
Instagram: _parada_pet

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES