Cidade Jardim

Dois vareios nas preparatórias para o Festival do GP São Paulo

Head Office surge como força para o GP São Paulo 2020
Head Office surge como força para o GP São Paulo 2020 (Foto: Site JCSP por Porfirio Menezes)

O calendário mudou devido ao Covid-19 e o turfe brasileiro está tendo que encavalar provas para cumprir o calendário clássico. Então nesta sexta-feira (25), o Hipódromo de Cidade Jardim teve que realizar as últimas preparatórias para o Festival do Grande Prêmio São Paulo, que acontece no próximo mês. 

Três provas foram disputadas, o Grande Prêmio Conde Silvio Álvares Penteado (G2), o Grande Prêmio Ministério da Agricultura (G2) e o Grande Prêmio Proclamação da República (G2). 

E em duas das três provas assistimos uma supremacia impressionante dos vencedores. Na carreira destinada às éguas, o Grande Prêmio Conde Silvio Álvares Penteado, Hevea mostrou porque vale R$ 240 mil, valor pelo qual foi arrematada no Leilão do dia anterior. 

Defendendo agora as sedas do Haras Santa Maria de Araras, correu próxima à ponteira e, mesmo com a tordilha Tweet tentando algo, assumiu a ponta na entrada da reta e mostrou toda sua categoria, emplacando a quinta vitória consecutiva, sexta nas últimas sete atuações. Pilotagem de Nelson Alexandre Santos e treinamento de Valter dos Santos Lopes. 

Depois foi a vez de Head Office "passar por cima" dos adversários. O cavalo do atacante Paolo Guerrero não sabe o que é perder na milha e meia. Deixou o "Derby Winner" Jet Lag florear na ponta, porém na hora que foi exigido tomou a primeira colocação para vencer "a trote". Treinamento de Emerson Garcia e pilotagem de Valdir Souza para o vencedor do Grande Prêmio Ministério da Agricultura.

A única carreira clássica que teve emoção foi o Grande Prêmio Proclamação da República, já que Tássio e Itagiba disputaram a vitória até o fim. Melhor para o defensor do Stud Scudeler, que no fim livrou vantagem para o valente Itagiba, que recentemente foi vendido em leilão. Pilotagem de José Severo e treinamento de J.Paulielo.