Tic Tag

Comunicação & Educação Acessíveis

Publicidade

Déficit de atenção e hiperatividade exigem tratamento com equipe multidisciplinar

Estudantes com Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) devem ser atendidos em serviço de saúde especializado, que disponibilize avaliação diagnóstica e metas de acompanhamento multidisciplinar. Isso significa que a equipe precisa ter psicólogos, educadores, psicopedagogos, médicos e fonoaudiólogos. A opinião é do psicólogo Tiago S. Bara, do Centro de Excelência em Recuperação Neurológica (CERNE).

O tema ganha ainda mais força com a aprovação do projeto de lei 7081/2010 pela Câmara dos Deputados, dia 7 de novembro. Segue agora para aval do Senado e assinatura do presidente da República.

A proposta obriga o Estado a oferecer um programa de acompanhamento integral de Dislexia, de Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) e de qualquer outro transtorno de aprendizagem para estudantes do ensino básico. 

De acordo com o texto do projeto, caso seja verificada a necessidade de intervenção de um terapeuta, ela deve ser feita por um serviço de saúde capaz de fazer a avaliação diagnóstica, com metas de acompanhamento por equipe multidisciplinar composta pelos profissionais necessários ao desempenho dessa abordagem. “Além disso, é preciso garantir o acesso a material pedagógico adaptado à necessidade do estudante, e os professores da Educação Básica precisam de capacitação adequada”, lembra Tiago Bara.

No CERNE, é a equipe multidisciplinar que garante o atendimento completo e continuado aos pacientes.

Para saber mais sobre o CERNE, acesse: 

 

Quem faz o blog

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES