Publicidade
Educação

Nutricionistas dão dicas de como preparar uma merenda escolar saudável para os filhos

Nutricionistas dão dicas de como preparar uma merenda escolar saudável para os filhos
Lanche escolar deve ser fonte de nutrientes, e não servir só para matar a fome dos pequenos (Foto: Marcello Casal Jr./Arquivo ABr)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Nada de bolacha recheada ou salga­dinhos fritos. O lanche escolar deve ser fonte de nutrientes, e não servir só para matar a fome dos pequenos. Para cui­dar da lancheira, é preciso tempo. Além disso, especialistas destacam a impor­tância de conhecer o gosto da criança.

A primeira coisa a fazer é se planejar para comprar os produtos com antece­dência. Frutas e verduras devem estar sempre frescos e bem conservados. Pa­ra ser considerada ideal, a lancheira precisa ter todos os gru­pos alimentares, como explica a nutricionis­ta Ariane Bomgosto.

"Os macronu­trientes são funda­mentais na refeição da criança", explica Ariane. "São eles: proteínas, carboidra­tos e gorduras saudáveis. Os carboidra­tos dão energia ao corpo; a proteína faz a regeneração de pele, cabelo e unhas; e as gorduras auxiliam no crescimento saudável", acrescenta. "Mas é impor­tante frisar que não é qualquer gordura, tem de ser a saudável."

A gordura que não é saudável pode contribuir para a obesidade infantil e está presente em bolachas recheadas, frituras e salgadinhos, por exemplo. "A gordura sau­dável é aquela contida na água de coco e em amendoins e castanhas, que agradam ao pala­dar infantil", afirma Ariane.

Mesmo o amendoim deve conter pouco sal e não pode ter co­bertura de cho­colate. "O amen­doim é bom exemplo, mas deve ser o simples, com pouco sal, sem pele, torrado. Aqueles com chocolate e casquinha não são in­dicados", diz Cyntia Maureen, nutricio­nista e consultora da rede Superbom.

Além dos macronutrientes, os micro­nutrientes, que são as vitaminas e os minerais, também devem estar ali. "To­mates e cenouras pequenos costumam fazer sucesso e são fáceis de acomodar na lancheira", explica Ariane. 

A gestora de projetos Anna Carolina Bruschetta, 37, conta que sempre se preocupou com a alimentação do fi­lho, José Paulo Gragnamello, de seis anos. O menino vai para a escola desde os seis meses e, em geral, ela e o marido costumam preparar o que ele leva para o lanche, como biscoitos integrais e bolo de cenoura integral.

"Falo com as mães da turma e já mando os biscoitos integrais para todo o mundo", diz Anna. Ariane Bomgosto sugere uma lan­cheira ideal: lanche de pão integral com patê de alguma proteína e verdura, além de frutas, água de coco e casta­nhas. "É possível variar a proteína e co­locar ovos de codorna para substituir."

Conhecer as preferências da criança também é importante. "Se ela não gos­ta de frutas, escolha as mais doces e acrescente um pouco de mel, assim o paladar vai se acostumando. Aos pou­cos, então, diminua, até zerar, a quanti­dade do mel", diz Ariane.

"Tem criança que aceita bem peixe, mas não gosta de carne. Não precisa forçar, acostume o paladar dela aos poucos."

 

A LANCHEIRA IDEAL

Dicas de como montar uma lancheira gostosa e saudável

Descascar mais, desembalar menos

Evite os produtos industrializados, como bolachas recheadas, salgadinhos e bolos prontos, que não possuem valor nutricional e viciam a criança. Aposte em frutas

 

Conheça o paladar do seu filho

É importante saber as preferências da criança para ir incorporando novos alimentos ao cardápio. Por exemplo: a criança pode não gostar de pepino, mas aceitar bem o tomate. Experimentar é importante!

 

Um produto de cada grupo alimentar

É importante que o lanche tenha uma proteína (ovo, carne, peixe ou frango), um carboidrato (torradas, pães integrais) e uma gordura boa (castanhas em geral)

Acrescente mel para adoçar as frutas Se a criança ainda não tem o hábito de comer frutas, coloque um pouco de mel na fruta picadinha

 

Alimentos fáceis de comer

Tomate-cereja, cenouras baby e ovo de codorna cabem na mãozinha e ajudam a criança a se alimentar sozinha

 

Água de coco é uma ótima pedida!

Além de hidratar, a água de coco tem uma gordura saudável importante ao organismo. Evite refrigerantes e sucos industrializados

 

Fontes: Ariane Bomgosto, nutricionista; e Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom Alimentos Saudáveis

DESTAQUES DOS EDITORES