Publicidade
Mercado da bola

Meia do Coritiba diz que não quer saber de proposta do Goiás, mas não descarta sair

Giovanni: “Seria falta de respeito estar concentrado com a equipe e pensar no Goiás”
Giovanni: “Seria falta de respeito estar concentrado com a equipe e pensar no Goiás” (Foto: Divulgação / Coritiba)

O meia Giovanni, do Coritiba, disse na noite desta quinta-feira (22) que “não queria saber de nada” relativo a uma proposta do Goiás. Por outro lado, não descartou sair, desde que seja uma situação boa para o clube paranaense. As declarações foram dadas à beira do campo, após o empate com o Bragantino, em Bragança Paulista.

“Fiquei sabendo hoje (no dia do jogo). Falei com meu empresário que não queria saber de nada. Minha equipe está concentrada”, disse ele, a emissoras de rádio. “É uma questão respeito mesmo. Não queria escutar nada”, continuou. “Mas vamos ver o que é melhor para o Coritiba. Se achar que é bom eu sair, eu saio”.

O jogador afirmou ainda que  está feliz no clube paranaense. “Não parei para pensar (em transferência), estou feliz aqui. Não falta nada, tenho tudo, só tenho a agradecer ao clube”, declarou. “Seria falta de respeito estar concentrado com a equipe e pensar no Goiás”. Contudo, o jogador deixou uma brecha: “Agora teremos um tempo, vamos conversar”.

Giovanni, de 25 anos, veio para o Coritiba no começo deste ano e antes disso estava no próprio Goiás. Um eventual retorno não tem ligação contratual com a primeira passagem no clube goiano – o jogador estava livre no mercado. A volta de Giovanni ao Goiás seria um pedido do técnico Ney Franco, que assumiu a equipe do Centro-Oeste há um mês. O meio-campista tem contrato com o Coritiba até o fim deste ano, com uma cláusula de renovação em caso de o time voltar à primeira divisão nacional.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES