Publicidade
Exame Nacional do Ensino Médio

Preparação para o Enem: como fazer?

(Foto: Divulgação)

Preocupados com a preparação para o Enem, não faltam alunos que recorrem aos melhores aliados e procuram alternativas válidas, como aprender com o Superprof todas as matérias que compõem essa prova.

Tal como o estresse gerado por outras provas, como o vestibular em faculdades específicas ou um concurso, o Enem parece gerar também uma grande ansiedade nos alunos brasileiros, que necessitam de resultados positivos para conseguirem ingressar nas faculdades que desejam.

Uma vez que se trata de uma prova muito global e complexa, essa exige, da parte do estudante, não apenas uma grande dedicação no que se refere aos estudos mas também à capacidade de organizar as diversas matérias e de criar um plano de estudos funcional e que se adeque às suas necessidades e capacidades.

Por melhor que um aluno seja nas matérias, o recurso a apoio externo à escola pode ser muito útil para garantir a compreensão das várias matérias e por isso cada vez mais pessoas optam por recorrer ao reforço.

Sendo uma forma de ensino adaptada às matérias e às necessidades de cada estudante, essa forma de estudo pode garantir um resultado mais satisfatório na prova.
Venha conhecer, em concreto, como é feito o cálculo das notas no Enem e de que forma pode se preparar para garantir sucesso no resultado final da sua prova!

Melhores formas de se preparar para o Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio foca em conseguir avaliar diversas áreas de conhecimento, colocando em prova os aprendizados dos alunos quanto às Linguagens e Tecnologias, Matemática, Ciências Humanas e também Ciências da Natureza.

A preparação para a prova do Enem é fundamental para garantir o sucesso na mesma. Os bons resultados implicam que o estudante tenha estudado e se sinta tranquilo para responder à prova, pelo que o acompanhamento através do reforço escolar pode ser uma mais-valia.

A criação de um plano de estudos é fundamental para garantir a organização do aprendizado do aluno, sendo que, através deste, o aluno pode planejar as matérias a estudar e definir a organização do estudo e todas as matérias.

Com um professor atento e dirigido às necessidades e às dificuldades específicas do aluno, torna-se mais simples estabelecer essa organização e também promover a compreensão das matérias, gerando uma sensação de bem-estar e reduzindo o estresse antes do exame.

Existem várias formas de garantir uma boa nota no ENEM, que vão desde a análise de exames anteriores à criação de estratégias para responder mais facilmente a redação e até mesmo a leitura sobre a atualidade internacional e do Brasil.

Como se calcula a nota do Enem

Desde 1998 que o Enem tem avaliado os alunos do ensino médio, considerando as áreas das Linguagens e Tecnologias, da Matemática, das Ciências Humanas e das Ciências da Natureza.

Esse exame é constituído por 45 questões em cada prova e por um texto dissertativo-argumentativo.

As notas do Enem são calculadas pelo INEP, sendo mesuradas pelo TRI (Teoria da Resposta ao Item). Este método avalia a quantidade de respostas certas e as características dos itens respondidos com base no padrão de resposta. Isto é, quanto mais pessoas responderem de forma correta a uma pergunta, menor quantidade de pontos ela vale, enquanto que, se acertar uma questão que teve muitas pessoas respondendo de forma errada, esta terá mais pontos.

Já a nota da redação pode oscilar entre zero e mil.

2019 com melhores resultados no Enem

Abraham Weintraub, ministro da educação, disse que, em 2019, o Enem apresentou os melhores resultados dos últimos anos.

Apontando o papel das decisões governamentais, o ministro afirmou que o sucesso pode ser visto pelas médias obtidas nesse exame e que foram, respetivamente, 523,1 para Matemática, 520,9 para Linguagens, códigos e suas tecnologias; 508 para as Ciências; e 477,8 para Ciências da Natureza. A redação foi também bastante positiva, segundo refere Weintraub, sendo que 53 estudantes obtiveram a nota máxima e a média ficou em 592,9.

Sendo os melhores resultados no Enem dos últimos anos, essa prova contou com 5.095.308 inscrições, o maior número de inscritos nessa prova desde o ano 2011.
Apesar dos números positivos, 22,77% dos inscritos não compareceu na prova.

Combater a reprovação e a ausência

A tendência dos alunos para recorrer a apoios externos à escola com uma possibilidade de ensino mais personalizada e orientada para suas necessidades pode justificar, em parte, o sucesso visto no Enem de 2019.

Ter um acompanhamento contínuo, desde o começo do ano, pode ajudar a garantir o sucesso, combatendo o potencial de reprovação e de falha nas provas, como no Enem, e garantir o êxito que o estudante tanto almeja.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES