Publicidade
Mercado da bola

Athletico recusa oferta de R$ 76 mi do Atlético de Madri por Renan Lodi

(Foto: Reprodução)

LISBOA, PORTUGAL (UOL/FOLHAPRESS) - O Athletico-PR faz jogo duro e recusou oferta de 18 milhões de euros (R$ 76 milhões) do Atlético de Madrid para a contratação de um de seus principais nomes, o lateral esquerdo Renan Lodi. Essa foi a segunda proposta encaminhada pelos espanhóis para o time da Arena da Baixada. Uma consulta inicial de 15 milhões de euros (R$ 64 milhões) também havia sido negada em conversas que se desenrolam desde o último mês e ainda prosseguem.

O time comandado por Tiago Nunes bate o pé e sinaliza com o valor de 20 milhões de euros (R$ 85 milhões) para discutir qualquer acordo.

Entre outros fatores, pesa a favor da postura firme do Athletico a valorização de Lodi, que entrou de vez no radar da seleção brasileira, o assédio cada vez maior do mercado, além de não possuir também a totalidade de seus direitos econômicos. Eles são divididos com o parceiro do clube, Trieste, tradicional formador local.

Pessoas ligadas ao jogador de 21 anos confirmaram ao UOL Esporte a expectativa por uma nova investida do Atlético de Madri que se aproxime mais das pretensões dos paranaenses.

Conforme revelado anteriormente pela reportagem, os 'colchoneros' estiveram recentemente no Brasil conferindo o desempenho de Renan Lodi 'in loco'. Eles enfrentam a concorrência de Real Madrid, Juventus, Shakhtar Donestk e Lille, que também realizaram contato ao longo dos últimos meses.

A permanência da revelação no CT do Caju com a abertura da janela de transferências europeia, em junho, é considerada praticamente impossível. Existe o interesse da sua parte em uma negociação também.

Em caso de acerto com o Atlético de Madri, o camisa 12 chegaria para preencher as lacunas na esquerda que se desenham no elenco do técnico Diego Simeone com a saída do francês Lucas Hernández para o Bayern de Munique e a renovação ainda arrastada do brasileiro Filipe Luís.

Priorizando a Copa Libertadores neste momento, o Athletico deixou o lateral no banco no empate por 1 a 1 com a Chapecoense, fora de casa, no último domingo (5). Ele deve voltar aos titulares contra o Boca Juniors, na próxima quinta (9).

Com contrato renovado até 2022, Lodi carrega multa rescisória de 40 milhões de euros (R$ 171 milhões) para o exterior.

DESTAQUES DOS EDITORES