Campeonato Paranaense

Maurílio exalta recuperação do Paraná Clube, mas ressalta que reconstrução ‘vai ser devagar’

(Foto: Geraldo Bubniak)

O Paraná Clube conseguiu dar a volta por cima. Após a goleada histórica (5 a 0) diante do Coritiba, a equipe comandada pelo técnico Maurílio Silva já acumula quatro jogos sem derrota, com três vitórias (contra Cianorte , Rio Branco e Cascavel CR) e um empate (hoje, contra o Azuriz, em 0 a 0). E após o seu time ficar no 0 a 0 contra o rival de Pato Branco, o treinador fez uma espécie de balanço deste começo de temporada 2021.

LEIA MAIS: Paraná joga pouco, mas consegue empate contra o Azuriz e está no mata-mata do Estadual

LEIA MAIS: Setor defensivo do Paraná foi o destaque contra o Azuriz. Confira as atuações

Temos de evoluir sempre. Estamos satisfeitos com o trabalho que estamos realizando, mas sempre cobramos para que os atletas possam evoluir mais. O futebol é imediatista, quer o resultado para ontem, mas nós, com a diretoria, a gente vem trabalhando, buscando uma reconstrução, e ela vai ser devagar, vamos ter dificuldade, vamos ter problemas, vamos perder jogos, mas dentro desse trabalho vem essa recuperação”, comentou o comandante paranista em entrevista à Rádio Banda B. “O que a gente reflete do passado é que tivemos altos e baixos, mas superamos as dificuldades. Ruim seria se nós não superássemos aquelas partidas que tivemos que foram ruins. O principal resultado que trouxe a recuperação e a determinação dos atletas foi o primeiro clássico, o primeiro clássico foi muito atípico, sentimos muito, sentimos bastante, sentimos até hoje. Estamos trabalhando para evoluir sempre, uma reconstrução demorada”, complementou.

Ainda segundo o treinador paranista, a equipe Tricolor “melhorou muito, evoluiu muito”. Na sua opinião, isso aconteceu porque os jogadores que saíram do time estavam em um mau momento, enquanto os que entraram estão num melhor momento, em uma situação que acabou trazendo equilíbrio ao Paraná dentro de campo. Um ponto destacado, inclusive, foi a defesa.

Para este jogo a gente sabia da qualidade deles no jogos aéreos, bolas invertidas, bolas laterais. Treinamos muito isso, nossa primeira linha esteve sempre bem postada, nossa segunda linha também. Na frente alguns atletas tiveram desgaste, temos alguns atletas que nos últimos jogos já haviam tido algumas pequenas lesões, e agora vamos trabalhar para recuperar eles”, afirmou Maurílio. “Tivemos duas ou três oportunidades no primeiro tempo, não fomos felizes. Primeiro tempo foi tranquilo, segundo tempo muito complicado em relação à arbitragem, mas fizemos nossa parte. Foi um jogo interessante, conseguimos manter nossa posição e estamos vivos, com o primeiro objetivo alcançado [se classificar]”, finalizou.

Não é o time ‘dos sonhos’, mas estão ‘honrando a camisa’

Ainda segundo Maurílio Silva, a comissão técnica paranista entende que “não é muito o sonho” do torcedor ver “esses atletas que estão em campo hoje”, mas destacou que a equipe, embora modesta, vem dando resultado. “Os atletas que estão aqui estão honrando a camisa, fazendo o melhor, e o clube está trabalhando para trazer mais qualidade, reforçar o elenco”.

Essa necessidade de reforços para o elenco, inclusive, ficou evidente ao se constatar o destaque dos jogadores paranistas na partida de hoje, quando três deixaram o campo por conta de problemas físicos. Por isso, a ideia do técnico Maurílio é no próximo sábado, contra o Operário, promover algumas mudanças no onze nicial do Paraná Clube.

“Vamos ter atenção redobrada com alguns atletas que já vem com fadiga muito alta. Vamos dar uma atenção para esse pessoal com fadiga alta para dar uma recuperação, um tempo a mais para eles descansarem. Devemos ter algumas surpresas, mas vamos confirmar nos próximos dias, com os treinamentos. “