Faça você

Preparo de ovos em casa pode driblar a alta dos preços no período da Páscoa

(Foto: Lauzier Mota)

Com a Páscoa chegando, o mercado de chocolate acelera a produção para aumentar as vendas no momento atual, visando atender a indústria e os consumidores que optam por doces artesanais.

Cresce também o número de pessoas que querem driblar a alta dos preços de ovos de Páscoa e desejam produzir os doces em casa. De acordo com o Núcleo de Inteligência e Pesquisas da Fundação Procon-SP, o consumidor pode encontrar uma variação de até 50% no preço de ovos em diferentes redes de supermercado. A diferença de preços encontrada em tabletes é ainda maior, chegando a 94%.

Uma boa alternativa para quem deseja escapar da alta nos preços - resultado do aumento no valor do dólar e do cacau - é produzir os famosos ovos de páscoa de maneira artesanal, aproveitando para gerar renda extra com as tendências no mercado de chocolates em 2021.

O diretor acadêmico e responsável pelos cursos de Gastronomia do Centro Europeu - escola com mais de 20 anos de história e que neste período já formou mais de seis mil Chefs de Cozinha - Rogério Gobbi, diz que existe espaço no mercado para pessoas que gostam de trabalhar com chocolate. "As pessoas devem apostar em ingredientes de qualidade e diferencial. Se destacam aqueles que buscam sabores diferenciados, embalagens inovadoras, ótima finalização e possibilidade de personalização para os clientes ", destaca Gobbi.

Novidades na Páscoa 2021 - Mesmo em um momento atípico, surgem novas tendências para o setor nesta Páscoa de 2021. De acordo com o chef - especialista em chocolateria - e professor do curso de Chef Pâtissier do Centro Europeu, Alisson Jory, os produtos ganham novos formatos, como ovos 2D - semelhantes a barras de chocolate em formato de ovo -, trufas e bombons, barrinhas e mendiants.

"Também chegam ao mercado os ovos de casca pintada, texturizados ou em formato de personagens, trazendo ainda mais beleza aos ovos tradicionais do período. Os ovos recheados vieram para ficar, já que seguem em alta com recheios cremosos e crocantes", detalha o Chef.

Segundo ele, chocolates de origem também estão ganhando espaço. "Estes chocolates são especiais devido ao local onde a amêndoa do cacau foi cultivada e colhida, tendo influência sobre o aroma e sabor do chocolate", reforça.
Como o mercado de produtos saudáveis e veganos está em alta, chocolates sem produtos de origem animal também aparecem entre o aumento da procura pelos consumidores.

Como entrar no mercado de chocolate - Muitas pessoas se sentem inseguras para trabalhar com o chocolate, devido à dificuldade de fazer uma boa "temperagem" do produto. No entanto, compreender estes e outros métodos é fundamental para desenvolver um trabalho de qualidade, oferecendo aos clientes produtos com sabor, textura e brilho.

A disciplina de Chocolateria do curso de Chef Pâtissier do Centro Europeu tem como foco oferecer técnicas de preparo do chocolate, abordando preparos clássicos e contemporâneos para trabalhar com a elaboração de recheios e temperagem do chocolate.

"Nós ensinamos todas as técnicas necessárias para os alunos perderem a insegurança de trabalhar com o chocolate. Além disso, o conteúdo teórico e prático auxilia na superação do medo de perder o ponto para trabalhar com o doce, possibilitando criações bonitas e saborosas para a páscoa", explica Jory.

Outro diferencial do curso é a oportunidade de - em um curto período de tempo - entrar no mercado de trabalho. A escola de gastronomia do Centro Europeu prepara os alunos para produzir e vender.

As turmas para o curso de Pâtissier acontecem nas quintas e sextas-feiras, nos períodos da manhã e noite. As inscrições estão abertas no Centro Europeu, tendo duração de um semestre. Conheça mais sobre o curso Chef e a disciplina de Chocolateria no site: www.centroeuropeu.com.br