Publicidade
Tênis

Após anunciar aposentadoria, Murray perde estreia de 4 h na Austrália

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Andy Murray, 31, parece estar vivendo seu maior pesadelo. O tenista, tricampeão de Grand Slam, bicampeão olímpico e ex-melhor do mundo, já havia dito não ter mais condições de jogar em seu melhor nível por problemas físicos. Nesta segunda (14), em sua estreia no Aberto da Austrália, perdeu para o espanhol Roberto Bautista Agut em uma batalha de mais de quatro horas.

O britânico perdeu os dois primeiros sets da partida por parciais de 6/4 e 6/4, mas se recuperou vencendo dois tie-breaks seguidos -7/6(5) e 7/6(4). No quinto set, apesar de chegar a salvar um match point, sucumbiu por 6/2 após 4h09 de jogo.

Antes do torneio começar, Murray emocionou o mundo do tênis ao revelar, em coletiva, que seus problemas físicos o forçariam a se aposentar das quadras de maneira precoce -ele tentará que sua despedida aconteça em Wimbledon, mais tradicional torneio de tênis e que ele já conquistou duas vezes.

A declaração repercutiu e o tenista ganhou apoio de adversários das quadras como Novak Djokovic e Roger Federer.

Este último também entrou em quadra nesta segunda e passou por sua estreia de maneira tranquila: 6/3, 6/4 e 6/4 em menos de 2 horas de duelo contra Denis Istomin, do Uzbequistão. O suíço encara na próxima rodada Daniel Evans.

Mais cedo, também na principal quadra do complexo de Melbourne, a Rod Laver Arena, o número 2 do mundo, Rafael Nadal, venceu James Duckworth por 6/4, 6/3 e 7/5.

A partida marcou a estreia do novo saque do tenista espanhol, que após solicitar estatísticas a ATP (Associação dos Tenistas Profissionais, em inglês), descobriu que seu saque perdia mais velocidade após quicar na quadra que o dos rivais Federer e Djokovic. O próximo desafio de Nadal será contra Matthew Ebden.

Na chave feminina, a brasileira Bia Haddad Maia conquistou uma importante vitória. Após avançar na fase qualificatória que antecede o torneio, ela superou a americana Bernarda Pera, 69º colocada do ranking, por 6/3, 5/7 e 6/4.

Bia, 22, melhor brasileira do tênis mundial, ocupa hoje a 176ª posição. Na próxima rodada, terá a difícil missão de enfrentar a vice-líder da WTA (Associação das Tenistas Profissionais, em inglês), Angelique Kerber, que venceu sua primeira partida sem dificuldades (duplo 6/2).

Caroline Wozniacki e Maria Sharapova também avançaram, ambas em sets diretos, e enfrentam na segunda rodada, respectivamente, Rebecca Peterson e Johanna Larsson.

Nesta terça (15), entram em quadra os atletas que ainda não estrearam. O número um do mundo, Djokovic, enfrenta Mitchel Krueger, enquanto o quarto colocado do ranking, Alexander Zverev terá pela frente Aljaz Bedene. Ambas as partidas serão na quadra central.

No feminino, a maior campeã de todos os tempos, Serena Williams estreia contra Tatjana Maria, enquanto a atual melhor do mundo, Simona Halep, mede forças contra Kaia Kanepi.

DESTAQUES DOS EDITORES