Brasileirão

Avião do Atlético tentará nova viagem a Chapecó para evitar adiamento do jogo

"O t\u00e9cnico Tiago Nunes, do Atl\u00e9tico: time vai viajar no dia do jogo"
"O t\u00e9cnico Tiago Nunes, do Atl\u00e9tico: time vai viajar no dia do jogo" (Foto: Geraldo Bubniak)

O avião fretado que levava a delegação do Atlético Paranaense para Chapecó não conseguiu pousar no aeroporto da cidade nesta terça-feira (21) no início da tarde. O mau tempo não permitiu o pouso. Em seguida, a aeronave seguiu até Passo Fundo (RS), a 150 km de Chapecó, mas também não conseguiu “teto” para pousar. Com isso, retornou a Curitiba.

A CBF decidiu adiar a partida para 13 de setembro - uma quinta-feira -, mas acabou voltando atrás. Os clubes negociaram com a CBF e decidiram fazer mais uma tentativa. O Atlético vai tentar chegar a Chapecó de avião novamente, às 11 horas desta quarta-feira.

A partida entre Atlético e Chapecoense está marcada para esta quarta-feira (22), às 19h30, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Uma opção para o Atlético seria a viagem de ônibus – a distância é de 470 km, com previsão de sete a oito horas de tempo para o trajeto por estrada. No entanto, essa hipótese foi descartada.

A região de Chapecó está debaixo de chuva e com constantes nevoeiros.

A Chapecoense teve o mesmo problema na noite de segunda-feira e precisou mudar sua logística. A delegação estava em São Paulo, no último domingo. Com o aeroporto fechado por conta da neblina na segunda-feira à noite, o grupo precisou seguir viagem até Porto Alegre, para depois pegar ônibus até o Oeste de Santa Catarina. São 452 km de diferença entre as duas cidades.

Dois jogos em Chapecó precisaram ser adiados nos últimos anos. Em 2013, na Série B, o América-MG não conseguiu chegar a Chapecó por problemas no aeroporto da cidade e a partida foi adiada. Ano passado, o mesmo ocorreu com o Grêmio, pelo Brasileirão.

O próximo compromisso do Atlético será no sábado, contra o Grêmio, na Arena da Baixada.