Xingamento

Conmebol denuncia zagueiro do Flamengo por expulsão contra o Racing

O zagueiro Natan foi denunciado pela Conmebol por ter supostamente xingado o árbitro venezuelano Alexis Herrera durante o empate por 1 a 1 entre Racing e Flamengo. A entidade abriu um processo disciplinar contra o jovem defensor, que foi expulso na partida na Argentina e já ficará fora do duelo da volta, terça-feira, no Maracanã.

Natan foi expulso no jogo em Avellaneda mesmo sem ter entrado em campo. Do banco de reservas, o zagueiro, de 19 anos, levantou para reclamar com o juiz e levou o cartão vermelho aos 38 minutos do segundo tempo.

Um minuto antes, Thuler recebeu o vermelho, mas por uma falta dura. Ele deu um carrinho considerado desleal e inicialmente levou o amarelo. No entanto, o árbitro foi chamado pelo VAR para ver o lance no monitor e decidiu expulsar o jogador do Flamengo, que também pode ser denunciado pela Conmebol.

O juiz afirmou na súmula do jogo que apresentou o vermelho a Natan porque foi xingado pelo jogador do time rubro-negro. Nas redes sociais, o defensor, porém, negou que tenha feito qualquer ofensa ao árbitro e disse não ter entendido a conduta da arbitragem.

"Gostaria de me posicionar deixando claro para todos que em nenhum momento xinguei o juiz. Quem me conhece sabe que jamais iria fazer isso ou algo do tipo, mas infelizmente fui escolhido aleatoriamente pra receber o vermelho, que me deixou fora da próxima partida. Peço desculpas a todos, mesmo sem entender até agora tudo que aconteceu. Estou triste com o cartão, mas bola para frente", declarou Natan.

Natan foi enquadrado no artigo 16.2 do Código Disciplinar da Conmebol e pode ser suspenso por duas partidas, no mínimo, ou por um período de um mês.

Sem poder contar com Thuler e Natan, o técnico Rogério Ceni terá à sua disposição os zagueiros Léo Pereira, Gustavo Henrique, Noga e Otávio para o jogo da volta das oitavas de final contra o Racing, no Maracanã, terça-feira, às 21h30 (de Brasília). Rodrigo Caio se recupera de lesão e ainda é dúvida.