Publicidade
Educação

Prefeitura publica contratos e atenderá 50 mil crianças em creches em 2020

O contrato permite aditivo de 25%, o que vai ampliar o atendimento para aproximadamente oito mil vagas.
O contrato permite aditivo de 25%, o que vai ampliar o atendimento para aproximadamente oito mil vagas. (Foto: SMCS/divulgação)

Este ano, a Prefeitura de Curitiba ofertará cerca de 50 mil vagas na educação infantil. A ampliação é possível graças ao novo edital para os Centros de Educação Infantil (CEIs) contratados, à entrega de novos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e ao chamamento de novos profissionais, o que permite a abertura de novas turmas na rede municipal.

“Somadas às 45.963 crianças que já acolhemos em CMEIs e em escolas com turmas de educação infantil, serão 50 mil vagas na rede. Uma criança bem acolhida será um cidadão bem desenvolvido”, destacou o prefeito Rafael Greca.

A assinatura dos contratos com as novas unidades foi iniciada no final do ano passado e, nesta quinta-feira (16/1), a Prefeitura fez a divulgação dos contratos de prestação de serviços educacionais firmados com as 96 instituições de ensino particulares e/ou comunitárias. Juntas, as instituições iniciam o ano com a oferta de 6,4 mil vagas para a educação infantil.

O contrato permite aditivo de 25%, o que vai ampliar o atendimento para aproximadamente oito mil vagas.

Mais opções - As instituições contratadas estão distribuídas em todas as regiões da cidade. As matrículas novas estão sendo direcionadas conforme cadastro e indicação das unidades feita pelas famílias, por meio do Cadastro Online.

As famílias podem, neste momento, escolher o CEI de sua preferência, basta acessar o sistema e refazer o cadastro.

A secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, afirma que as novas contratadas trazem mais oportunidades às ações de atendimento à educação infantil da Prefeitura.

“Além de aumentar o valor pago aos prestadores de serviço em 77%, o novo edital proíbe qualquer cobrança dos pais ou responsáveis pelas crianças atendidas”, explicou a secretária Maria Sílvia.

Desde 2017 já foram colocados em funcionamento 16 CMEIs na cidade. Doze tinham sido inaugurados pela gestão anterior, mas sem condições de atendimento, por falta de infraestrutura e de profissionais.

Além de profissionais da educação chamados para compor as equipes, foram adquiridos móveis, eletroeletrônicos, cobertores, colchonetes, além de materiais didáticos e pedagógicos.

Atender quem precisa - O Centro de Educação Infantil Casa da Criança (Cajuru) é uma das unidades que manteve contrato com o município. Segundo a responsável pelo CEI, Maria Rusik, o novo edital permitiu que a unidade aumentasse de 115 para 125 o número de crianças atendidas.

“Atendemos quem realmente precisa, famílias do Cajuru, da Vila Autódromo”, disse Maria, ao assinar o novo contrato.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES