Publicidade
Risco

Funcionário de escola infectado com Covid-19 faz apelo; SEED diz que ele está afastado há meses

Fernando Basto de Oliveira foi internado na segunda-feira
Fernando Basto de Oliveira foi internado na segunda-feira (Foto: Reprodução/Facebook)

Infectado com o novo coronavírus e respirando com auxílio de oxigênio, o funcionário de escola, Fernando Basto de Oliveira, gravou um vídeo emocionante para fazer um apelo aos seus colegas de trabalho. “Fechem as escolas. É um vírus muito contagioso. Ele vai acabar com nossas famílias. Por favor, fechem!”

O educador conta que foi internado na última segunda-feira (6). Em seu relato ele acrescenta que no dia anterior seu pai faleceu e sua irmã, que também é funcionária de escola, foi internada na UTI, ambos em decorrência de covid-19. Oliveira tem 37 anos e trabalha em um colégio da periferia de Curitiba.

A Secretaria de Estado da Educação enviou nota onde se solidariza com a situação de Fernando Basto de Oliveira, mas esclarece que em momento algum ele foi convocado para atuar presencialmente na escola desde o início da pandemia do coronavírus, uma vez que ele está afastado do trabalho desde antes da pandemia. Em nota, a secretaria também garante que a irmã dele também não foi convocada ao trabalho presencial durante este período, pois está de licença especial. "A Secretaria reforça a determinação de que todo servidor que integre o grupo de risco não deve participar da entrega de merenda ou qualquer atividade presencial, seja ela ligada a Seed ou não. A orientação para estes servidores é para que permaneçam em suas casas, isolados e em quarentena.As escolas estão fechadas, funcionando apenas para a as atividades essenciais, como a entrega de merendas a cada 15 dias. A entrega é um serviço essencial, já que se trata da alimentação de 231 mil famílias em situação de vulnerabilidade em todo o Paraná, que sem os mantimentos fornecidos pelo governo do estado, estariam em uma situação ainda mais delicada durante a pandemia. Até o momento mais de 17,9 milhões de quilos de alimentos já foram entregues pela Secretaria, sendo grande parte vindo da agricultura familiar, garantindo também a renda de milhares de famílias em todo o Paraná", diz a nota. A Secretaria de Estado da Educação ressalta que cada diretor de escola é responsável pela convocação dos servidores que irão atuar nesta entrega. Sendo vetada a convocação de qualquer integrante do grupo de risco, conforme proibição que consta em diversos decretos estaduais.

A Seed também reforça que segue com rigor o decreto estadual, mantendo em sua operação apenas os serviços considerados essenciais, realizados sempre com rigorosos protocolos sanitários.

Leia mais no blog Política em Debate

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES