Escolas municipais de Curitiba ganham 138 medalhas na Olimpíada de Astronomia

04/10/17 às 14:54 SMCS

Estudantes de 28 escolas municipais conquistaram 138 das 173 medalhas atribuídas pela organização da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA) e da Mostra Brasileira de Foguetes (Mobfog) a unidades da rede pública de ensino municipal e estadual de Curitiba. Neste ano, foram 44 medalhas a mais que na última edição, em 2016, quando foram conquistadas 94 medalhas.

“O quadro de medalhas nos deixa orgulhosos, porém, o mais importante é o crescimento da participação dos nossos estudantes. Isso mostra que mesmo os que ainda não conseguiram esse resultado gostam de Astronomia, estudam e têm potencial para se tornarem medalhistas no próximo ano, graças à bem sucedida parceira com o Centro Universitário Uninter”, observou a diretora do Departamento de Ensino Fundamental, Simone Zampier.

Na OBA houve a participação de 3.532 crianças e 1.129 participantes na Mobfog. Nas duas competições, as escolas municipais e unidades de educação integral conquistaram 29 medalhas de ouro, 43 de prata e 66 de bronze. Só na OBA foram 23 medalhas de ouro, 29 de prata, 28 de bronze. Na Mobfog, seis de ouro, 14 de prata e 38 de bronze. As provas foram feitas em maio.

Crianças envolvidas

A Unidade de Educação Integral Santa Ana Mestra, no bairro Campo de Santana, foi a que mais conquistou medalhas – 36 na mostra e oito na olimpíada – e foi seguida pelas Escola Paulo Freire, no Sítio Cercado, com 15, e a Unidade de Educação Integral Irati II, no Cajuru, com 14.

Além de levar três ouros na mostra de foguetes com os estudantes Eduardo Lopes dos Santos Fagundes, Gabryel Tavares Santos e Max Hiago Gonçalves Teodoro, a unidade recordista também tem entre os medalhistas crianças com deficiências: Wanessa da Silva Santos e Brendo Carvalho de Campos. “Tudo isso é fruto de um semestre inteiro trabalhando astronomia com eles e tendo uma resposta muito boa, resultado do envolvimento deles com a proposta”, diz o professor Ezequiel Neves, que ampliou os conhecimentos repassados aos estudantes pela professora de Ciências Josilene Mirian Nadalin.

Novos na oficina do Ensino Integral, Mirian Isabele Calisto e Wesley Lemos ainda não conquistaram medalhas, mas, garantem os professores, dedicaram-se bastante aos estudos e fazem planos para depois de concluírem o Ensino Fundamental na escola da Prefeitura. Os dois querem ser astronautas como o brasileiro Marcos Pontes.

Formação dos professores

Devido à parceria com a Secretaria Municipal da Educação, a Uninter oferece espaço físico para que professores participem de oficinas com o astrônomo e professor Germano Afonso Bruno. A formação é oferecida aos educadores das unidades de educação integral, para que eles apresentem o tema e despertem o interesse dos estudantes sobre ele.

Segundo a formadora de Práticas de Ciência e Tecnologia da Educação Integral, Kelly Dayane Aguiar, a troca de conhecimentos se estabelece com os estudantes do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental. “Os professores se valem de experiências práticas de observação e aulas movimentadas com recursos como protótipos, maquetes e, claro, muita pesquisa pela internet”, conta.

 

Unidades que conquistaram medalhas na MOBFOG 2017:

UEI Santa Ana Mestra: 36 medalhas

Escola CEI Professora Tereza Matsumoto: sete medalhas

Escola Dona Pompília: cinco medalhas

UEI Irati II: três medalhas

Escola CEI Ulysses Silveira Guimarães: três medalhas

CEI Pedro Dallabona: duas medalhas

Escola CEI Professora Maria Augusta Jouve: uma medalha

UEI Germano Paciornik: uma medalha

 

Unidades que garantiram medalhas na OBA 2017:

Escola Paulo Freire: 15 medalhas

UEI Irati II: 14 medalhas

UEI Santa Ana Mestra: oito medalhas

CEI Pedro Dallabona: sete medalhas

Escola Paulo Esmanhoto: quatro medalhas

Escola Dona Pompília – três medalhas

Escola Sobral Pinto – três medalhas

Escola Maria Nicolas – três medalhas

Escola CEI Maestro Bento Mossurunga – três medalhas

Escola CEI Professora Tereza Matsumoto – três medalhas

Escola CEI Ritta Anna de Cássia – três medalhas

Escola Madre Antônia – três medalhas

Escola Francisco Frischmann – duas medalhas

Escola UEI Duílio Calderari – duas medalhas

Escola CEI Érico Veríssimo – uma medalha

EM Presidente Pedrosa – uma medalha

Escola CEI Professora Maria Augusta Jouve – uma medalha

Escola Augusta Glück Ribas – uma medalha

Escola CEI Maria de Lourdes Pegoraro – uma medalha

Escola CEI Ulysses Guimarães – uma medalha

 

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop