Violência

Jovem paranaense morta em praia de SC já tinha perdido irmãos para o tráfico

(Foto: Divulgação)

A jovem Amanda Albach, 21 anos, encontrada morta na sexta-feira, 3, em uma cova rasa na praia de Itapirubá, em Imbituba (SC), não foi a primeira de sua família vítima de homicídio. Moradora de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), em 2010, quando tinha 10 anos, ela teve uma irmã e um irmão assassinados: Francieli Albachde Souza Silva, 23 anos, e Guilherme Albach de Souza Silva, de 11 anos.
A informação foi confirmada pelo advogado da família, Michael Pinheiro. Ele disse que o assassinato dos irmão de Amanda teria sido um possível ' acerto de contas'.
O assassinato dos irmãos da jovem aconteceu em janeiro de 2010, em Fazenda Rio Grande.
A promotora de vendas Amanda Albach, 21, foi encontrada morta na sexa na praia de Itapirubá, em Imbituba. De acordo com as investigações, ela teria sido morta por fotografar um homem armado, com histórico de tráfico de drogas, que temeu ser denunciado.