Assine e navegue sem anúncios [+]
Campeonato Paranaense

Com gol aos 45, Athletico vence o Coritiba e joga por empate no Couto Pereira

O Athletico Paranaense venceu por 1 a 0 o Coritiba, neste domingo (dia 2), na Arena da Baixada, no primeiro jogo da final do Campeonato Paranaense de 2020 – ou o ‘Covidão 2020’, já que a competição sofreu forte impacto com a pandemia da Covid-19. O segundo jogo será no Couto Pereira, na próxima quarta-feira (dia 5), às 20 horas. O gol como visitante não é critério de desempate. O Furacão só precisa de um empate para ficar com o título. O Coxa depende de uma vitória por dois gols de diferença. Se ganhar por um gol, a decisão será nos pênaltis.

As partidas do Paranaense não têm público no estádio, devido à pandemia do coronavírus.

ARBITRAGEM
O Athletico reclamou de um pênalti não marcado. O lance foi aos 19 minutos do 2º tempo. Em escanteio, Thiago Heleno caiu ao ser empurrado por Nathan Silva.

RIVALIDADE NO CLÁSSICO
344 jogos
135 vitórias do Coritiba
100 empates
109 vitórias do Athletico
501 gols do Coritiba
446 gols do Athletico
Fonte: Grupo Helênicos

TIRA-TEIMA
Athletico e Coritiba se enfrentam em uma final de Paranaense pela 19ª vez na história. Cada clube tem nove títulos sobre o maior rival. O Coritiba superou o Athletico nas finais de 1941, 1968, 1972, 1978, 2004, 2008, 2012, 2013 e 2017. O Furacão bateu o Coxa nas finais de 1943, 1945, 1983, 1990, 1998, 2000, 2005, 2016 e 2018.

FATOR CAMPO
O Athletico tem agora uma série invicta de 17 jogos na Arena da Baixada (dez em 2020 e sete em 2019). A última derrota no estádio foi em 13 de outubro, para o badalado Flamengo de Jorge Jesus, por 2 a 0. Ou seja, são mais de nove meses sem perder como mandante. Desde então, foram 14 vitórias e três empates no local.

FIM DO EMBALO
Já o Coritiba vinha de seis vitórias consecutivas — quatro no período pós-paralisação e duas antes. Em março, venceu PSTC (1 a 0) e os aspirantes do Athletico (4 a 0). Depois da pausa, voltou em julho derrotando duas vezes o Paraná (1 a 0 e 2 a 1) e duas vezes o Cianorte (3 a 2 e 2 a 0).

HERÓI DO JOGO
O médio-centro Léo Cittadini marcou o gol da vitória e agora soma oito gols em 47 partidas pelo Athletico.

ESCALAÇÃO DO ATHLETICO
O Athletico não tinha Erick (lesionado), Adriano (suspenso) e Márcio Azevedo. O esquema tático foi o 4-1-4-1 para defender e o 4-3-3 para atacar. Wellington era o único volante. A linha de quatro tinha Cittadini e Marquinhos Gabriel centralizados, além de Nikão e Carlos Eduardo nas pontas.

ESCALAÇÃO DO CORITIBA
O Coritiba não contava com Giovanni, Giovanni Augusto, Nathan Ribeiro e Matheus Sales, todos em recuperação. Renê Júnior ficou fora da lista dos convocados — por desgaste físico, segundo o clube. O zagueiro Rafael Lima não foi inscrito no Paranaense após a renovação contratual.

O esquema tático foi o 4-1-4-1 para defender e o 4-3-3 para atacar. Nathan Silva era o único volante. A linha de quatro tinha Robson e Rafinha pelos lados, além de Galdezani e Gabriel centralizados.

PRIMEIRO TEMPO
Os dois times mantiveram seus estilos de jogo. Ambos marcaram avançado, tentaram pressionar a saída de bola do adversário e apostaram nas trocas de passes como principal ferramenta de construção. A primeira etapa foi muito equilibrada. O Coritiba começou melhor e dominou os primeiros 30 minutos, construindo três boas jogadas ofensivas. O Athletico reagiu e levou perigo em três lances a partir dos 31. Ninguém conseguiu uma chance clara de gol e os goleiros pouco trabalharam no primeiro tempo.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, Bissoli sentiu dores e foi substituído pelo ponta Vitinho. Com isso, Carlos Eduardo virou centroavante. O jogo taticamente equilibrado e com passes precisos de antes foi substituído por uma partida com mais erros e mais dribles no segundo tempo. O Coritiba perdeu gol feito aos 7 minutos, após contra-ataque de Rafinha, Galdezani e Igor Jesus que terminou com finalização de Robson e defesa milagrosa de Santos. Em seguida, o Athletico teve duas chances, aproveitando falhas da defesa adversária. O jogo seguiu equilibrado até o fim. Aos 45, Vitinho cruzou rasteiro, na medida, para Cittadini chutar no canto e fazer 1 a 0.

ATHLETICO 1x0 CORITIBA
Athletico: Santos; Jonathan (Khellven), Lucas Halter, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Wellington; Léo Cittadini, Marquinhos Gabriel (Canesin), Nikão e Carlos Eduardo; Bissoli (Vitinho). Técnico: Dorival Júnior.
Coritiba: Alex Muralha; Patrick Vieira (Natanael), Rhodolfo, Sabino e William Matheus; Nathan Silva; Galdezani (Matheus Bueno), Gabriel, Rafinha (Thiago Lopes) e Robson; Igor Jesus. Técnico: Eduardo Barroca
Gol: Cittadini (45-2º)
Cartões amarelos: Lucas Halter, Santos, Wellington (A). Igor Jesus, Nathan Silva (C).
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior
Público: portões fechados
Local: Arena da Baixada

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
9 – Gabriel aciona Robson, na ponta-esquerda. Ele puxa para o centro e chuta de fora da área. A bola passa perto, sobre o gol.
17 – Robson enfia. Igor Jesus ganha de Lucas Halter, invade a área e tenta por cobertura. Halter se recupera e chega a desviar a finalização para escanteio.
20 – Boa enfiada para Igor Jesus. Santos se antecipa, sai da área e corta.
31 – Cittadini cruza. Muralha tira de qualquer jeito. Marquinhos Gabriel rola para Wellington chuta de fora da área. A bola vai sobre o gol.
37 – Carlos Eduardo arrisca do bico da área. A bola vai ao lado.
41 – Marquinhos Gabriel faz boa jogada na esquerda e cruza rasteiro para Carlos Eduardo, na área. Ele perde o ângulo de chute e desperdiça o ataque.
43 – Patrick Vieira cobra lateral direito para a área. Após o desvio, Gabriel fica na cara do gol. Ele erra a bola e perde boa chance.

Segundo tempo
7 – Contra-ataque puxado por Rafinha e Galdezani. Igor Jesus invade a área e cruza rasteiro. Robson fica na cara do gol e chuta. Santos salva.
12 – William Matheus sai jogando. Nikão desarma. Carlos Eduardo fica na cara do gol e chuta para fora.
16 – Nikão puxa contra-ataque e chuta de fora da área. Muralha espalma no cantinho.
19 – Em escanteio, Thiago Heleno cai e reclama que foi derrubado por Nathan Silva. O Athletico pede pênalti. Lance polêmico.
26 – Galdezani chuta de fora da área. A bola passa perto do ângulo.
38 – Marquinhos Gabriel lança Vitinho, que invade a área e erra o passe decisivo.
39 – Matheus Bueno chuta de fora da área. A bola vai sobre o gol.
42 – Natanael cruza da direita. Igor Jesus cabeceia perto, ao lado.
45 – Gol do Athletico. Vitinho cruza rasteiro. Cittadini, livre na área, chuta no canto.

Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK