Beto Preto

Problema entre Ministério da Saúde e governo da Índia pode atrasar início da vacinação contra a Covid no Paraná

(Foto: Franklin de Freitas)

A vacinação contra o novo coronavírus pode não começar no dia 20 de janeiro no Paraná, como previsto inicialmente. Nesta sexta-feira (15 de janeiro), durante uma visita ao almoxarifado central em Curitiba, onde acompanhou o embarque de materiais para a campanha de vacinação, o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, informou que o Ministério da Saúde enfrenta "problemas de logística" com a Índia. Com isso, a chegada de doses do imunizante pode acabar atrasando.

Ao todo, o Brasil se prepara para buscar 2 milhões de doses da vacina. O avião deveria ter decolado nesta sexta-feira, mas o governo indiano freou os ânimos dos brasileiros e a decolagem da aeronave deve atrasar em, pelo menos, dois ou três dias, o que deve complicar o planejamento não só do Paraná, mas também de outros estados.

"Pode ser que atrase, por isso não dá para prever que a vacinação vai começar no dia 20 e não podemos também criar falsas expectativas nesse sentido. Mas tenho a perspectiva de começar semana que vem a vacinação, em torno do dia 20, 21, 22, 23", declarou Beto Preto à imprensa, destacando também que, assim que as doses da vacina chegarem ao país, serão encaminhadas para a Fiocruz, que fará a rotulagem dos imunizantes e os devolverá ao Ministério da Saúde, que então fará a repartição do produto, entregando o quinhão do Paraná.